Niceto Club

5 lugares onde ver shows em Buenos Aires

Nem só de tango vive a música e a noite portenha. Não mesmo: estamos falando de uma das capitais mais roqueiras do planeta! Cosmopolita como poucas cidades no mundo, Buenos Aires oferece opções para todos os gostos, estilos e bolsos. A seguir, algumas casas onde você pode assistir a um bom show, seja ele de rock, jazz, blues ou, naturalmente, de tango.

5 lugares onde ver shows em Buenos Aires

Luna ParkLuna Park (Av. Madero, 420 – Centro)
Mais emblemática entre as casas de shows portenhas, o estádio Luna Park existe desde 1932 e já foi palco de eventos esportivos (principalmente torneios de basquete e lutas de boxe), religiosos (do Papa João Paulo II ao Dalai Lama) e sociais (como o velório de Gardel e a histórica festa de casamento de Diego Armando Maradona). Com sete mil metros quadrados e capacidade para quase 10 mil espectadores, são incontáveis os músicos que já se apresentaram aqui, de Frank Sinatra a Caetano Veloso & Gilberto Gil, passando por Oasis, Faith no More, Buena Vista Social Club e muitos outros. Em 2007, o Luna Park foi declarado Monumento Histórico Nacional. Confira aqui a agenda de shows e programe-se para conhecer este ícone da cultura argentina.

Teatro VorterixTeatro Vorterix (Av. Federico Lacroze, 3455 – Colegiales)
Apesar de seus apenas 3 anos de vida, o Vorterix já entrou na rota dos melhores shows da cidade, principalmente de rock. Por aqui já passaram bandas como Sepultura, Megadeth, Molotov, além de grupos argentinos com propostas bem diversas, como Él mató a un policía motorizado, Juana Molina e Onda Vaga. Além do teatro, com capacidade para 1.584 pessoas em pé (aqui, nada de cadeiras), o projeto Vorterix inclui uma rádio (FM 103.1), que também pode ser ouvida na web. Veja quais serão os próximos shows.

Niceto ClubNiceto Club (Niceto Vega, 5510 – Palermo Hollywood)
Sem dúvidas, esse boliche (como os portenhos chamam as baladas) tem uma das “naites” mais quentes e interessantes de Buenos Aires, com uma programação impecável que inclui tanto festas moderninhas animadas por DJs quanto shows de bandas alternativas ou, no mínimo, menos óbvias. Dos britânicos da Buzzcocks aos colombianos da Bomba Estéreo, aqui você tem a chance de conhecer artistas de todos os cantos do mundo, do soul ao funk, do hip hop ao reggae. A casa existe desde 1998 e sempre apostou na qualidade das atrações, aliando bons shows a um ambiente bacaninha, em pleno Palermo Hollywood. O Niceto tem dois espaços com programações e pistas diferentes, o Lado A (para os shows maiores) e o Lado B (para atrações mais intimistas). Confira aqui a agenda de cada um.

La Trastienda

La Trastienda (Balcarce, 460 – San Telmo)
Aberta no final de 1993 em San Telmo, a casa que no final do século 19 era um armazém se transformou em um charmoso café-concerto com capacidade para 700 pessoas. A programação é eclética, como se deve ser, mas a agenda costuma pender para o chamado “world music”, o jazz, tango e música folclórica. Entre os artistas que já subiram neste palco estão Cesárea Évora, Medesky Martin & Wood, Emir Kusturica, Café Tacuba, Skatalites e os brasileiros O Rappa e Paralamas do Sucesso. Dá uma olhada na agenda.

Thelonious Jazz ClubThelonious Jazz Club (Jeronimo Salguero, 1884 – Palermo)
Um bom clube de jazz é assim: o lugar é low profile, quase não dá pra ler a placa na rua, de tão pequena, o ambiente é simples, o salão é aconchegante e a música é só o que importa. Quem sobe as escadinhas deste clube, batizado em homenagem a um dos maiores pianistas de todos os tempos, Thelonious Monk, tem a sensação de participar de um gueto onde todos falam a mesma língua (nunca esqueço uma frase de O Jogo da Amarelinha, em que o argentino Julio Cortázar dizia que o jazz era a “única música universal do século, algo que aproximava os homens mais e melhor do que o Esperanto, a Unesco e as companhias aéreas”). A casa abriu em 2002 e é famosa por receber grandes músicos locais e internacionais. Às vezes há duas apresentações por noite, uma às 21h30 e outra às 0h30. Neste caso, os clientes são convidados a ir embora antes da meia-noite ou pagar a entrada do segundo show caso queiram ficar. O único problema do clube é que, como há pouquíssimas mesas, só dá pra ir com reserva antecipada. Saiba mais.

Confira também nosso post sobre a Ballena Azul, sala de concertos do Centro Cultural Kirchner.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

5 comentários

  1. Guilherme

    Pequeno e simpático tem também o Notorious. Vi um tribuno a Vinicius lá maravilhoso. Av Callao 966.

  2. Bruno

    Faltou o Groove, bem fácil de encontrar em Palermo, ao lado do La Rural, pertinho da Plaza Italia. Ano passado qdo morei por lá, vi Marcelo D2 no início do ano e Natiruts no final do ano.

  3. Heloísa Fernandes

    Faltou o Club GEBA também, que é o club de gimnasia y esgrima de Buenos Aires. Lá já teve concerto de The Killers. Fica localizado vizinho ao Hipódromo de Palermo.

  4. Fabiane Dubina

    Olá, Túlio.Estarei em Buenos Aires em setembro e gostaria de assistir ao show do Kevin Johansen. Já tentei adquirir o ingresso on line no site ticketek.ar com meu cartão de crédito emitido no Brasil e não foi aceito.Você realiza este serviço de compra de ingressos para turistas?Se sim, qual o custo?Se não,sabe me indicar alguém ou alguma empresa?Grata,Fabiane

    • Túlio Bragança

      Oi, Fabiane! Até onde sei nao existe servico que faca isso nao. Vc tentou desbloquear seu cartao para uso internacional? As vezes é preciso ligar para o banco e avisar que vc vai usá-lo no exterior. Senao recomendo comprar alguns dias antes aqui!

Curtiu? Comente aí!