buenos aires gay

Buenos Aires Gay

Recentemente foi lançado um dos primeiros blogs de viagem focados para o público LGBT, o ótimo Viaja, Bi!, dos blogueiros Rafael Leick, Fábio Pastorello, Eloah Cristina e Amanda Fernandes. Aproveitando a deixa para divulgá-lo, chamei um dos seus fundadores, o Rafael, para contar um pouco sua experiência na cidade e dar dicas do lado gay de Buenos Aires! No final do post acrescentamos vários endereços de lugares mais variados: desde boate, hotel e até tango gay!

Buenos Aires é considerada a capital gay da América do Sul. Não poderia ser diferente, já que a Argentina foi primeiro país do continente a legalizar o casamento homossexual. As famílias gays (ou os solteiros que querem pasarla bien) são muito bem-vindas e a cidade estimula a diversidade sexual: gays, trans e héteros podem ficar à vontade em qualquer lugar, em ambientes públicos e  privados.

Então, se você quiser vir para casar, passar lua de mel, conhecer gente nova, bater cabelo na pista ou só curtir um descanso com seu amor, não hesite em escolher essa ciudad colorida!

Buenos Aires Gay – por Rafael Leick do Viaja, bi!

buenos aires gay

Quando o Túlio me chamou pra escrever pro Aires Buenos sobre uma Buenos Aires Gay,  confesso que me deu um frio na barriga.

Por mais que eu tenha lançado o Viaja, Bi! e já escreva pro The Way Travel há uns bons anos, escrever em um blog dedicado à uma cidade e depois de algum tempo da minha viagem, seria um desafio. Mas, bi, relaxa que tem dica que é atemporal. E valiosa. 😉

Buenos Aires (ou BsAs, pros íntimos), tem uma abertura ao público LGBT bem conhecida aqui no Brasil, tanto é que esse é um dos primeiros destinos internacionais das bis brazucas, pela abertura e pela questão econômica, já que uma passagem pra capital portenha pode sair mais em conta do que uma pro Nordeste.

Na cidade, é comum ver dois homens de mãos dadas andando pelas ruas. E fazendo a phyna, claro, com cachecol e luvas pra encarnar a bicha europeia. Então aqui vai um apanhado de coisinhas, diquinhas pra você anotar e se esbaldar quando for pra lá.

ROTEIRO PELOS PRINCIPAIS PONTOS TURÍSTICOS

buenos aires gay

Vamos começar pelo básico antes de colocar glitter nessa viagem! Antes de se esbaldar, faz um roteirinho Obelisco-Corrientes-Florida-Avenida de Mayo-Catedral-Casa Rosada pra desvirginar. O Obelisco é um dos principais ícones da cidade, então penetre na atmosfera de Buenos Aires começando por ele, que tá lá na Av. 9 de Julio. Dali, passa pela Av. Corrientes pra pegar uns ingressos pra um musical à noite nessa “Broadway Argentina” e dê um pulo na Galeria Pacífico, que fica na agitada e famosa Calle Florida. Você deve ver muitas “flores” circulando por lá.

Dali dê um pulo na Avenida de Mayo. Caminhe toda extensão dela com calma (se você não pegar nenhuma manifestação rolando), e chegando naPlaza de Mayo, vale conhecer a Catedral Metropolitana e tirar uma selfie babadeira em frente à Casa Rosada. Bom, se quiser saber mais detalhes de cada um desses pontos, fuce aqui no blog porque eu não sou obrigado! E você não tá num blog de moda, vai achar tudo que precisa aqui!

OS ARGENTINOS
Primeira coisa, gente, desencana de cabelo. Eles usam aqueles mullets suuuuper atuais, então o seu vai passar desapercebido. Sim, é estranho e você não usaria. Mas não negue que fica chamoso neles. Num geral, os chicos são um pouco mais diretos que os brasileiros. Sou sempre à favor de experimentar a culinária local, então se esbalde com os hermanos!

JANTAR PICANTE
Por falar em culinária, tem um restaurante incrível por lá, o Inside Resto Bar, onde você pode ser servido com ou sem pimenta! Já imaginou? Pois é, eu infelizmente ainda não conheço, mas lá no Viaja, Bi! tem o passo a passo que vai te deixar com água na boca pra dar gorjeta pro garçom.

CAINDO NA NOITE
BsAs é cosmopolita e te dá algumas opções diferenciadas. Quando estive lá, conheci o clube Amerika, onde rola um dance pop mais comercial, com chances de tocar umas antiguidades brasileiras (eu escutei Milla do bi, literalmente, Netinho, foram mil e uma noites de amor, gente!). Estava com meu ex e minha irmã e tomei um susto quando vi que nos vários telões apareceram go-go-boys dançando, tirando a sunga e brincando com seus… mmmm, hermanitos, ali mesmo, pra todo mundo ver!

Não é balada de sexo não, gente. Mas fora do Brasil, esse apelo ao sexo visualmente é mais comum nas baladas. Descobri isso depois, morando na Europa. Mas, pra você que gosta de algo mais quente, parece que tem um dark room gigante por lá. Só cuidado com a carteira, um amigo “deixou cair” e tivemos que acionar todos as operadoras de cartões no Brasil saindo da noitada.

PRA “DORMIR”

buenos aires gay

Bom, eu sempre sou a favor de hostel, porque é mais barato, super divertido e se você der sorte, pode brincar de “verdade ou desafio” com os gringos em uma festa e desafiar um deles a atravessar a rua com a calça abaixada num desafio. E vai que eles aceitam! Eu passei por isso lá no About Baires, perto da 9 de Julio. Estávamos num grupo de 8 e também conhecemos o Milonga Hostel e Milonga B&B. Mas a cidade tem uma penca de hostel pra você escolher!

Como gosto de viagens independentes, também é uma boa opção se hospedar pelo Couchsurfing. Lá no meu blog já contei como é receber gringos no meu sofá e tem até uma websérie chamada Sofá do Rafa, onde entrevisto eles. Ainda me falta um argentino por lá, né? A melhor parte do Couchsurfing é a troca com um local, que você não vai ter comprando pacotes turísticos ou se hospedando em hotéis.

BSAS ROMÂNTICA
Se você tá levando seu boy pra lua-de-mel ou é a primeira viagem de vocês, a cidade também oferece boas opções. Em Puerto Madero, você pode se sentir muito chique comendo em bons restaurantes uma comida de primeira (a carne é incrível). E tudo isso, à beira do canal. Outros passeios pra incluir no seu roteiro a dois podem ser o Jardim Japonês, o zoológico, uma caminhada pelo bairro da Recoleta, além de deitar na grama em volta da flor de metal gigante Floralis Generica.

Bom, bi, por hoje é só. Tenho certeza que você vai voltar de lá com outras dicas pra comentar aqui pra gente. Espero que vocês tenham gostado e pra qualquer dúvida colorida que você não encontrar no Aires Buenos (ou no Google), me chama que tento ajudar a bi perdida, seja qual for seu estilo de viagem. Pra ver o arco-íris brilhar em outros destinos, me acompanha lá no Viaja, Bi!, hein! Também tô no ExploraSampa e no The Way Travel. Agora, levanta daí e vai lá, #ViajaBi!

Valeu pelo post, Rafael! Muita sorte e sucesso no Viaja, bi! Além da dicas e insights dele, listamos aqui outras atrações gay friendly de Buenos Aires:

buenos aires gay

Festas e Boates Gays

Club 69: Festa que já é um clássico na cidade. Tem de um tudo lá, desde performances a teatro, drags e uma vibe meio burlesque. Todas as quintas no Niceto, em Palermo. Veja mais na Fanpage do Club 69.

Club Severino: É a melhor opção para sair na segunda, seja você gay, hetero ou pansexual! O lugar é uma gringaiada só, não é exatamente LGBT mas é super friendly para todos os gostos. Em dezembro de 2014 a festa se muda para Lavalle 345, bem no centro de Buenos Aires. Mais no site do Club Severino.

Out and About Pub Crawl: Um pub crawl como qualquer outro, mas com a diferença que é focado no público gay. Cerveja liberada, tapas e mucha buena onda por cerca de 30 dólares. Mais info no site do Out And About.

Amerika: É a boate gay mais conhecida da cidade, que o Rafael citou no texto. Fica em Almagro. Calle Gascón 1040. Site: http://www.ameri-k.com.ar/

Rheo: Fica nos Parques de Palermo, endereço: Av. Infanta Isabel e Cnel. Marcelino Freyre. Site: http://www.rheo.com.ar/

 

buenos aires gay

Fiesta Dorothy: Realizada no centro, no Palácio Alsina, um edifício antigo e lindo, mas que é super moderno por dentro. Fica na Calle Alsina 940. Quem curte deve ficar ligado na fanpage deles, que promove a Fiesta Dorothy e muitas outras. Fanpage: https://www.facebook.com/fiesta.dorothy

Contramano: festa realizada no centro, na Calle Rodriguez Peña 1082, bem perto da Santa Fé. Site: http://www.contramano.com/

Bach Bar: lugar voltado mais para as meninas, mas que recebe todo tipo de público. Fica em Palermo, Calle Cabrera 4390. Site: http://www.bach-bar.com.ar/

Inside Resto Bar: Um restaurante caliente com shows e performances, que foi citado pelo Rafael no texto. Fica no Centro, Calle Bartolomé Mitre 1571. Site: http://www.insiderestobar.com/

Flux Bar: bar e boate LGBT que fica no centro, próximo a Av. 9 de Julio. Tem Happy hour todo dia a partir das 19hs. Endereço: Marcelo T Alvear 980. Site: http://fluxbarbuenosaires.blogspot.com.ar/

Tango

buenos aires gay

Buenos Aires Tango Queer: para dançar tango, aberto a todo público em San Telmo. Lá você pode assumir o papel que quiser na famosa dança argentina. Site: http://buenosairestangoqueer.blogspot.com.ar/

La Marshàll: uma milonga gay onde você pode aprender a dançar dango ou simplesmente ver os bailarinos. Site: http://lamarshallmilonga.com.ar

Veja mais sobre as Milongas Queer no post da Gisele, que sabe tudo de tango: Milongas Gay Friendly.

Onde ficar

Lugar Gay B&B: Uma pousada pequena, com 8 quartos, exclusiva para o público homossexual masculino. Possui jacuzzi, sala de ginástica. Fica bem do lado da Plaza Dorrego, onde acontece a feira de San Telmo aos domingos, e está super bem cotada no Booking. Mais info aqui.

Friendly Apartments: imobiliária especializada em fazer reservas de apartamentos de temporada para público LGBT. Todos aps tem endereços muito bons na Recoleta. Site: http://www.friendlyapartments.com/index.htm

Tem mais dicas de locais gay friendly em Buenos Aires? Deixe aí nos comentários! Can I get an Amen up in here?

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

9 comentários

  1. Túlio, adorei participar! Obrigado pelo convite.
    E em nome do Viaja, Bi!, agradeço o apoio ao projeto. Espero ajudar as bis perdidas que chegam por aqui 🙂
    Abraço!

  2. Tânia Duarte Lage

    Estou animada para ir “ficar à vontade em qualquer lugar” de Buenos Aires e rever meu sobrinho em 2015. Prefiro sentir frio… que tal você apontar a melhor época, montar o roteiro e indicar um hotel para suas tias “guerreiras”? Amo você. Beijo.

    • Túlio Bragança
      Author

      Vou ficar esperando! Recomendo vir em maio ou junho, que está frio mas nada muito exagerado. Em julho e agosto que a coisa pega!

  3. LUIZ ARGOLO

    Pretendo conhecer Buenos Aires, até fevereiro de 2015. Nao tenho ninguem que possa me auxiliar, entretanto, estou vasculhando a internet para ver se encontro dicas boas e confiaveis.

  4. Pingback: Viaja, Bi!, um blog de viagens gay | The Way Travel

  5. Carlos

    Bem acho que faltou muito aí…em relação ao Amerika, as sextas é open bar e a fila é quilométrica, mas é muito bom. Quanto ser balada de sexo o darkroom deles que também é o fumódromo é sim para sexo loucura loucura…só vendo p crer e é td misturado hxh, MxM, HxM….e por aí vai

Curtiu? Comente aí!