Córdoba: uma cidade para ser e estar jovem

Esse é o primeiro de quatro posts que vamos postar sobre Córdoba, uma cidade linda do interior da Argentina. Nossa amiga Samille Sousa viajou para lá e nos deu um relatório muito completo da cidade.

Se você quer emendar uma viagem para Buenos Aires até lá veja aqui algumas dicas úteis para começar a se planejar!

Córdoba: uma cidade para ser e estar jovem sempre

córdoba

Ouvi falar de Córdoba em 2009, quando eu fui morar em Curitiba. Me disseram que um dia eu precisava ir lá e quando se trata de dicas de viagem eu sou boa em aceitar. Sete anos depois, eu fui lá descobrir os motivos pelos quais me disseram que eu tinha que conhecer essa cidade que fica praticamente no meio da Argentina. Estava perto da Semana Santa e eu precisava sair um pouco de Buenos Aires, conhecer um lugar novo. Logo, decidi que passaria sete dias em Córdoba.

Cheguei de manhã cedo, nesse horário fez um friozinho e depois o sol apareceu, ajeitei minhas coisas no hostel e fui caminhar pela cidade. Córdoba nos primeiros instantes me lembrou um pouco Málaga (Espanha), as praças, as construções, a leveza e os tantos jovens que andam por todos os lados (só faltou o mar). Era o pedaço mais real de influência espanhola que eu já tinha visto fora da Espanha. Essa belezura toda só fica a umas 8 horas de ônibus distante de Buenos Aires.

Córdoba é uma cidade com tantos jovens que você sente uma leveza maior na rotina, mesmo sendo a segunda maior cidade do país. Tem um povo com sorriso no rosto e sempre disposto a te explicar algo, e que, além disso, te ensina que nas coisas mais simples é que a vida acontece.

cordoba_jovens_2

Eu poderia também dizer que é uma cidade de muitas igrejas (muitas mesmo!). Inclusive observei um certo turismo religioso, as igrejas estavam sempre cheias, filas e gente vendendo brindes. Como eu não gosto de visitar igrejas, acabei não conhecendo nenhuma. Mas, se você gosta, aproveite, elas parecem ser bem bonitas. Mas, prefiro falar dela a partir da sensação que tive de vivenciar um pouco desse ar jovem que ela que te oferece, seja no centro cultural Paseo Buen Pastor jogando conversa fora, seja aproveitando cada lugar à tarde ou à noite do Barrio Guemes, que tem cheiro, cores, gostos e sons, ou até mesmo ao caminhar livremente por La Cañada e encontrar um lugar bacana para tomar uma cerveja, ou então apenas sentar no parque Sarmiento, tomar um mate e comer um Choripan do Luisito (o carrinho fica logo atrás da Plaza España e é sucesso de público e crítica).

Um fato interessante é que essa semana que eu viajei para lá, era uma semana muito importante na Argentina devido aos 40 anos do Golpe Militar. Com isso, no dia 24 de março, encontrei as ruas da cidade tomadas por jovens manifestantes participando de diferentes iniciativas e homenagens, daí em uma das esquinas tirei essa foto para registrar o dia 24 de março por lá.

córdoba

Entre queijos e vinhos, mates e choripanes, sons e sorrisos, essa cidade vale muito a pena ser adicionada no roteiro argentino. Nos próximos posts, vou falar mais sobre o que fazer nessa cidade para você sentir um pouco do ar jovem que circula por lá. Só que agora quero te contar como ir e onde ficar.

Como ir de Buenos Aires para Córdoba

Antes de viajar, sempre uso o site do Rome2Rio para descobrir possíveis rotas e depois vou vasculhando blogs de viagem, como também fico melhor amiga do google maps.

Para Córdoba, seguem algumas opções:

1) Ir de ônibus, saindo de Buenos Aires. Entrei no site do www.plataforma10.com.ar, escolhi El Turista, cama semi-ejecutivo. Os trechos custam em média 700 pesos, são 8 horas de viagem e uma dica importante: – escolha as poltronas (super confortáveis) do andar de cima, números 1,2 e 3, você terá uma vista da estrada incrível e pode também observar a cidade logo quando chega ou quando está indo embora.
No assunto lanches, achei até um pouco surreal o tanto de comida que vem, tem entrada e prato principal, bebida e sobremesa. Ah! Eu comprei a passagem na rodoviária de Retiro, em Buenos Aires mesmo.

2) Avião saindo do Brasil. A Gol faz esse trecho, pesquisei recentemente e vi que é possível encontrar trechos de ida e volta por 1.200 reais.

3) Avião saindo de Buenos Aires. A Gol e Aerolíneas Argentinas também fazem.

4) Ir de trem. Essa opção é a mais barata, custa 300 pesos, só que você precisa de tempo para ela. Você precisa reservar com antecedência pois ela é bastante procurada, além dos trens só saírem terças e sábados, como também levarem no mínimo umas 14 horas para chegar. Mais informações aqui: www.sateliteferroviario.com.ar/horarios/cordoba.htm.

córdoba

Onde ficar

Costumo procurar lugares para me hospedar que me permitam fácil deslocamento, com acesso a transporte público e perto de cafeterias, bares e restaurantes. Córdoba é uma cidade plana como Buenos Aires, você anda e nem percebe que andou muito, as ruas são super fáceis de encontrar e qualquer cordobês buena onda pode te ajudar também. Recomendo ficar próximo a La Cañada, é uma região gostosa de Córdoba e que você pode aproveitar bastante os bares e restaurantes dessa parte como também chegar em outros pontos da cidade só caminhando por ela. Vi poucos hotéis durante as minhas andadas, no entanto repúblicas de estudantes é o que não faltam, então vale dá uma olhada no Airbnb e no Booking, para encontrar outras opções caso você precise de lugares mais tranquilos.

No meu caso, eu estava viajando sozinha e queria um lugar mais agitado. E se você está viajando sozinho ou com amigos, procurando preços mais em conta, festa, conhecer gente nova e alegrias, recomendo o Morada Hostel. Como era período de feriado paguei 150 pesos/dia para um quarto compartilhado, mas é possível encontrar diárias compartilhadas de 115 pesos. Eles também possuem quarto privativo.

Mais uma coisa, o site de turismo da cidade é muito legal, o descobri lá através de um mapa que recebi. Vale dá uma olhada!

Quanto gastei: entre 5.000 a 6.000 pesos.

E você? Ficou com vontade de conhecer essa parte da Argentina? Ojalá, eu volte para conhecer algumas serras.

córdoba

Sim! Eu pelo menos fiquei morrendo de vontade de conhecer Córdoba e quero ver os próximos posts para conhecer melhor a cidade! Quem sabe nas próximas férias, não é mesmo? Muito obrigada por explicar um pouco do clima da cidade, de como fazer para chegar lá e qual o melhor lugar para ficar, que são as principais informações para quem deseja visitar qualquer local!

Muito obrigado pelo texto, Samille!

Em breve mais posts sobre Córdoba! Enquanto isso veja nossos textos sobre Outros Destinos na Argentina e no mundo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

4 comentários

  1. Kika Del Piero

    Igreja, convento e cripta, é o que mais tem em Córdoba.
    Mas a história dos conventos é muito interessante.
    Sobre igreja, a mais assustadora é a das enclausuradas. Quando tem missa dá para ver-las assistindo e a sensação é estranha.
    Só não concordo com o lado plano, aonde eu morava era um tanto de subida que não estava acostumada.
    PS: o melhor alfajor para mim, continua sendo o Cordobes Chammas

  2. Mariana Sanchez

    Bienvenida, Samille! Vontade de voltar pra conhecer melhor essa cidade, gracias por los tips 😉

  3. Pingback: Viagens da Semana #2 – Buena Onda Blog

Curtiu? Comente aí!