Cuervo

Cuervo Café, o mais novo queridinho de Palermo

Ah, os cafés portenhos… Sempre me surpreende como um país como a Argentina, que não produz café, soube integrar tão fortemente em sua cultura o hábito de bebê-lo como poucos lugares do mundo.

Conta-se que há cerca de 3 mil cafés pela cidade – sendo quase uma centena considerados “Notáveis”. Mesmo com tantas opções, porém, não preciso pensar muito para listar meus preferidos: Lattente, Negro, Coffee Town, Lab Tostadores (parada final do nosso Tour Lado B) e, agora, Cuervo Café de Especialidad.

Cuervo

Foto: Mariana Sanchez

Aberto em julho de 2017 a poucas quadras da Plaza Armenia, Cuervo é nosso mais novo café queridinho de Palermo. Quem me levou lá pela primeira vez foi minha amiga baiana Samille Sousa, que há quase um ano mora a meia quadra dali e se tornou habitué. Por que?, pergunto eu. “Porque ele me lembra os cafés de Berlim. Para mim, este não é um típico café portenho, mas um café internacional, moderno, intimista, com boa música, muita qualidade (tanto daquilo que servem quanto do serviço em si) e o preço é superjusto, mesmo estando no meio de Palermo. Cuervo mantém Berlim dentro de mim, me leva à memória de um lugar que eu amo”, diz minha amiga, enquanto lê um livro justamente sobre Berlim. Eu, que nunca estive na capital alemã, posso sentir sua atmosfera pela descrição de Samille quando sentamos juntas ali para tomar um Flat White ou um espresso puro, ainda que o blend seja colombiano e que a gente esteja em plena capital portenha. O mundo é menor do que a gente imagina.

Cuervo

Foto: Samille Sousa

O contraste entre o janelão imenso e o salão pequenininho é uma das marcas do lugar. O espaço é lindo e aconchegante, com banquetas e um sofá confortável para você ficar horas lendo — há uma pequena biblioteca no balcão —, trabalhando, estudando ou papeando com alguém como se estivesse na sala de casa. A decoração é clean e moderninha, com algumas plantas e um ou outro objeto vintage escolhido a dedo, com bom gosto — nada daqueles ambientes entulhados de tralhas que ninguém limpa há duzentos anos, por exemplo.

Cuervo

Foto: Mariana Sanchez

Cuervo

Foto: Divulgação

“A janela do Cuervo é muito simbólica, porque convida quem está fora a olhar para dentro e vice-versa. Me lembra aquelas cidades do interior em que as pessoas interagem com quem está na rua através da janela, com a diferença que aqui estamos em uma capital com milhões de habitantes”, diz Samille.

Do lado de fora, uma mesa enorme de madeira, daquelas de piquenique, reúne desconhecidos em torno de xícaras fumegantes.

Falando especificamente do café, aqui você encontra a bebida nas mais variadas formas de preparo: seja espresso ou filtrado, nas variações lungo, doppio, americano, macchiato, latte, cappuccino, mocaccino ou flat white, frio ou quente. Sempre impecável, com sabor, consistência e temperatura perfeitos.

Cuervo

Foto: Divulgação

A coisa mais linda do Cuervo é que veganos ou intolerantes a lactose são muito bem-vindos, já que a casa fabrica seu próprio leite vegetal de amêndoas. O flat white com esse espumoso leitinho vegan fica espetacular. Além dos cafés tradicionais você também pode pedir smoothies de Maracujá com Matcha (chá verde em pó, nova onda portenha) ou de morango e banana, com leite de vaca ou de amêndoas.

Cuervo

Foto: Divulgação

Cuervo

Foto: Mariana Sanchez

Para comer, opções inusitadas e uma mais saborosa que a outra: muffin de queijo e bacon, cookie de chocolate com sal marinho, bolos de cenoura e de limão, roll de chocolate, scon de queijo e gergelim, cookie de alfarroba e nozes para os veganos e meu preferido: alfajor com doce de leite feito com farinha de noz pecã <3. Nem tudo está disponível sempre, então é bom conferir o que saiu no dia — garantia de comidas fresquinhas, né?

Cuervo

Foto: Divulgação

Como a Samille bate cartão no Cuervo, Paul, o equatoriano que trabalha lá, nem precisa perguntar antes de trazer seu cappuccino com alfajor de noz pecã. Às vezes, pra variar, ela pede o sanduíche de “pavita” (peito de peru) com tomate seco em pão caseiro. Maravilhoso. Segundo ela, “tudo é feito com carinho e cuidado, existe atenção e amor no que eles fazem. Hoje em dia, vivemos numa época acelerada, de coisas já prontas ou feitas rapidamente, então eu acho lindo um lugar que combina amorosidade, qualidade, preço e atenção ao cliente. Aqui eu me sinto em casa. Aliás, deve ser por isso que a senha do wifi do Cuervo é ‘Esta es tu casa‘”, conta minha amiga, grande embaixadora deste charmoso café palermitano.

Cuervo

Foto: Divulgação

Cuervo Café de Especialidad
El Salvador, 4580 (entre Scalabrini Ortiz e Malabia)
Abre de terça a domingo das 10h às 20h
Fanpage: www.facebook.com/cuervocafeBA

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

1 comentário

  1. Mariana, tudo bem ?? Sou um eterno apaixonado por minha Buenos Aires natal … e também por futebol … Por isso surgiu uma dúvida ……. Você sabe dizer se o nome do “Cuervo Café” se deve a alguma homenagem ao Club Atlético San Lorenzo de Almagro, o time do Papa Francisco, do ator norte-americano (e argentino de corazón) Viggo Mortensen e do meu porteñíssimo primo Osvaldito ?? Muito obrigado e um grande abraço.

Curtiu? Comente aí!