El Buen Sabor

Da República dos Camarões para Villa Crespo

Há quem reivindique as raízes afros do Tango, mas de modo geral a cultura portenha é uma das que menos sofreu influências africanas na América Latina.

Por isso, quem caminha pela calle Camargo, no cada vez mais apaixonante bairro de Villa Crespo, fica surpreso ao descobrir ali um restaurante como El Buen Sabor, o primeiro e até hoje único especializado em comida africana da capital – dizem, aliás, que de toda a Argentina.

Direto da República dos Camarões

El Buen Sabor

Quem cozinha no El Buen Sabor é o chef Maxime Tankouo, camaronês de riso fácil e dentes muito brancos que vive há mais de uma década na Argentina, casado com a cordobesa Paula Magaldi. Enquanto ela atende a clientela com muito bom humor e roupas coloridas, ele se encarrega da alquimia de sabores. Os pratos fazem jus ao nome do restaurante. Tudo o que provamos estava espetacular, por mais simples que soasse no menu, como peixe com batatas ou feijões salteados com vegetais e banana frita.

El Buen SaborPaula revela que o segredo está em cozinhar tudo lentamente, para os temperos irem penetrando aos poucos nos alimentos. Ela conta que há muitos africanos vivendo em Buenos Aires, mas como eles sabem a trabalheira que dá preparar estes pratos, não se aventuram a abrir outros restaurantes como este, preferindo ir até lá comer a comida do Maxime. Estão mais do que certos, porque a comida do Maxime é deliciosa e inimitável – embora não muito fotogênica 🙂

El Buen Sabor

O colossal “DG”.

El Buen Sabor

Frito de porotos con carne. (Não aparece na foto a porção de plátanos, que veio separada).
El Buen Sabor Peixe com batatas, muito condimento e toalha de zebrinha.

A especialidade é a culinária da República dos Camarões, mas El Buen Sabor também serve outras opções do centro e sul do continente. Entre os destaques estão o guisado de banana com carne de carneiro, o Ndolé (feito com folhas verdes típicas, que na Argentina são substituídas por acelga), o peixe com molho de amendoim e o “DR” (siga para “Directeur General”, em francês), que ganhou esse nome por ser inspirado em um prato luxuoso, consumido pelos executivos camaroneses – na prática, são cubos de frango com cenoura, aipo, vagem e rodelas de – adivinhe! – banana. Agora, algo frustrante e meio paradoxal: não tem camarão na culinária camaronesa, pelo menos não na do Maxime 🙁

Os pratos são abundantes e bem condimentados, mas não se preocupe porque a pimenta vem à parte. O legal é que o menu é muito “amigável”, já que tem opções para celíacos (sem glúten), vegetarianos e até para quem não pode comer sal.

El Buen Sabor

Paula atendendo as mesas.

A casa já tem sete anos e uma clientela fiel, que costuma encher o salão e as mesas na calçada – não há muitas, na verdade, por isso é bom reservar pelo 4854-8800.

O mais curioso é que, apesar de parecer super pesada – com seus grãos, mandiocas e o escambau -, a comida africana te dá energia sem te deixar estufado. Era mais de meia-noite quando saímos do restaurante e, acredite, viemos de Villa Crespo até Colegiales pedalando uma bicicleta do sistema Ecobici de transporte público de Buenos Aires! (Yes, somos fuertes!)

Importante: El Buen Sabor não cobra aquela medonha taxa de cubiertos, e os preços são bastante acessíveis (de 125 a 180 pesos por pessoa), mas a casa só aceita dinheiro, nada de cartões, viu?

El Buen Sabor
Camargo 296, Villa Crespo
Só aceita dinheiro.
De terça a sábado a partir das 20h30. Sábado também de 12h45 a 16h.
Site Oficial: http://www.elbuensaborafricano.com.ar/

Curtiu? Veja outros posts de restaurantes clicando na categoria Comida.

Veja mais restaurantes do bairro no link 10 restaurantes da Villa Crespo que você precisa conhecer.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

1 comentário

  1. Pingback: Guia da Villa Crespo – Buenos Aires | Aires Buenos | Simplesmente tudo sobre Buenos Aires

Curtiu? Comente aí!