Dizem as paredes de Buenos Aires

Dizem as paredes de Buenos Aires

Desde que li o Livro dos Abraços, do uruguaio Eduardo Galeano, fiquei com essa mania de colecionar frases lidas nos muros das cidades. Quando percorri quase todos os países da América do Sul, anos atrás, anotei algumas num caderninho de capa surrada:

No esperes que te olvide, no olvides que te espero” (“Não espere que te esqueça, não esqueça que te espero”), dizia um muro mofado de Burzaco, sul da província de Buenos Aires.

Organiza tu ira” (“Organize sua raiva”), alguém escreveu na rua Companía de Jesus, em Santiago do Chile, onde também li, numa alameda do centro da cidade: “No luches solo, Jesus te ama” (“Não lute sozinho, Jesus te ama”).

No centro histórico de Quito, alguém pedia: “Que los congresistas no nos quiten los sueños” (“Que os congressistas não roubem nossos sonhos”). Já em El Alto, cidade colada com La Paz, alguma feminista boliviana rimou: “La mujer que se organiza no plancha más camisa” (“Mulher que se organiza não passa mais camisa”.)

São frases políticas, poéticas, filosóficas, divertidas.

Dizem as paredes de Buenos Aires

Afinal:
Dizem as paredes de Buenos Aires

A seguir, uma coleção de frases (e grafites, estêncil, colagens) que selecionei das minhas andanças por Buenos Aires nos últimos meses:

Dizem as paredes de Buenos Aires

Estêncil em um muro de San Telmo. (Crédito: Mariana Sanchez)

Dizem as paredes de Buenos Aires

Na Gorriti, em Palermo, durante as eleições de 2015. (Crédito: Mariana Sanchez)

Dizem as paredes de Buenos Aires

Em Coghlan, bairro ao norte da cidade. (Crédito: Mariana Sanchez)

Dizem as paredes de Buenos Aires

Na Avenida de Mayo, um estêncil contra os feminicídios. (Crédito: Mariana Sanchez)

Dizem as paredes de Buenos Aires

Na Zabala, nossa antiga rua em Colegiales. (Crédito: Mariana Sanchez)

Dizem as paredes de Buenos Aires

Obra de Martín Ron em Barracas, um dos graffitis mais famosos de Buenos Aires. (Crédito: BA Street Art)

Dizem as paredes de Buenos Aires

Cartaz na galeria Patio del Liceo, na Recoleta. (Crédito: Mariana Sanchez)

Dizem as paredes de Buenos Aires

Esquina da Independencia com a Chacabuco, em San Telmo (Crédito: Google Street View)

Dizem as paredes de Buenos Aires

Obra de Bro y Tamaso, das minhas preferidas, na Pringles com a Córdoba, (Crédito: BA Street Art)

Dizem as paredes de Buenos Aires

Eu clicando uma frase tão singela na galeria Patio del Liceo (Crédito: Elisandro Dalcin)

Dizem as paredes de Buenos Aires

Gardel em mural do Marino Santa María, no Abasto (Crédito: Mariana Sanchez)

E você, cruzou com alguma frase ou imagem interessante nos muros de Buenos Aires? Compartilhe com a gente!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

5 comentários

  1. Adorei esse post – fiquei encantada com o tanto de arte urbana que tem em BsAs. Aqui em Dublin também tem, mas não lembro de ter visto tantas frases bacanas como essas citadas no post.

  2. Caio Bellini

    “Quer
    Besar Te
    Amar”
    Não lembro onde vimos, mas estávamos no bus do city tour próprio da cidade

  3. Que fotos lindas! Eu amo arte urbana, fico encantada com tudo que vejo e esse post me dá uma saudade especial de Buenos Aires.
    Da primeira vez que fui pra lá, fiz algo parecido no meu blog {http://www.meupalanque.com/2014/01/buenos-aires-em-palavras.html}

    Beijos!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *