o que fazer em seattle

O que fazer em Seattle? 7 opções de passeios

O que fazer em Seattle?

Esse blog é sobre Buenos Aires, mas também meu espaço para postar outros roteiros e dicas de viagem. O texto a seguir faz parte da categoria Outras Viagens, em que falo de locais onde fui buscar outros aires buenos em férias ou feriadões. Todos esses posts sobre os Estados Unidos podem ser lidos na categoria EUA.

o que fazer em seattle - emp museum

O que fazer em Seattle? Passamos um fim de semana lá e aqui vão nossas dicas e impressões. De todas as cidades que conheci dos EUA, Seattle está definitivamente entre minhas favoritas. Talvez pela sua história com a música, talvez por ser tão diferente do que esperamos de uma cidade americana ou quem sabe só por causa do Pike Place Market, um dos mercados mais incríveis que já vi.

Ficamos só dois dias por lá e deu vontade de quero mais. Exploramos bastante o centro e a região portuária, tudo a pé mesmo. Talvez um ou dois dias extras fossem o ideal para conhecer os outros bairros da cidade, mas mesmo assim valeu muito a pena!

Aqui 7 opções de o que fazer em Seattle:

1. Pike Place Market

É o mercadão que fica bem perto do porto e um dos pontos turísticos mais famosos da cidade. É lá que estão os peixeiros malabaristas que cantam, jogam peixe um pro outro e ainda fazem umas pegadinhas. Não estranhe se eles jogarem um peixe na sua cara. É tudo encenação. Eles trocam rapidinho o peixe de verdade por outro de mentira só pra assustar os turistas. A atração é bastante divertida, mas depende das pessoas efetivamente comprarem o peixe para eles fazerem as brincadeiras. Quando fomos a coisa ficou parada por um tempo, só cheio de turista querendo ver os peixes sendo jogados, mas ninguém consumindo e fazendo a coisa funcionar.

O que fazer em seattle Pike Place

Mas engana-se que o Pike Place é só isso. Da entrada não dá para ver, mas existem vários andares para baixo, o que torna o mercado um verdadeiro labirinto. Frutas, comidas, restaurantes, flores, peixes, carnes, lojas de roupa, cervejarias, lojas de souvenir, tem de tudo ali. Prepare-se para perder de 3h a 4 horas vagando por todo o complexo, provando comidinhas, vendo o comércio e tomando café. Gostamos tanto de lá que fomos por dois dias seguidos.

O que fazer em seattle - Pike Place

Por lá também está a famosa Gum Wall, localizada no Post Alley, bem debaixo do mercado. É simplesmente uma parede totalmente coberta por chiclete mastigado. Pode parecer meio nojento, mas virou uma atração turística. Até a Jennifer Aniston filmou cenas de um filme ali. O lugar todo, obviamente, tem cheiro de chiclete! Segundo o TripAdvisor, esse lugar está no Top 5 de atrações com mais germes no mundo.

o que fazer em seattle - gum wall

Cheirinho de germes!

2. Space Needle

o que fazer em seattle - space needle

É o símbolo de Seattle. Antes da cidade ser conhecida pela Microsoft ou pelo grunge, essa estrutura metálica que mais parece uma construção alienígena já era o cartão postal da cidade.

Construído para a feira mundial de Seattle em 1962, o Space Needle tem 184 metros de altura e proporciona uma vista alucinante de toda área da cidade. Dá pra ver as montanhas lá no fundo, a baía, o estádio do Seattle Seahawks, o porto. Tudo mesmo! É uma atração turística clássica, por isso se prepare para encontrar gente do mundo todo lá tirando fotos, andando devagar e aglomerando!

o que fazer em seattle - space needle

No topo existem dois andares. O deck de observação mesmo, que é o mais alto e possui vários binóculos e lunetas para os turistas olharem a cidade, que possui também um Starbucks para quem tiver uma fominha,  e um andar inferior onde está o restaurante giratório, o SlyCity. Dá para comer olhando a cidade lá de cima, mas o preço é um pouco salgado. Mesmo se você não for almoçar ou jantar, é possível descer e dar uma olhada no restaurante. Eu não ia perder essa chance, já que tinha curiosidade e ver como é esse lugar desde que assisti a temporada do Top Chef Seattle.

Na descida do Space Needle você é levado para a lojinha de lembranças do lugar, que é gigantesca. Americanos realmente sabem lucrar com isso. No meu caso não resisti e tive que comprar uma camiseta do Seattle Super Sonics, time da NBA que não existe mais.

A entrada pro Space Needle é 18 dólares, um pouco salgada mas vale bastante. Mais info no site http://www.spaceneedle.com/home/

Para chegar até lá existe o Monorail, também construído em 1962. Ele sai da 5h Avenue no centro e tem como única parada o Space Needle. O trajeto é rapidíssimo e faz você se perguntar se vale a pena pagar 2,25 dólares por isso. Mas ser turista é isso mesmo. Tudo é novidade, tudo é maravilha. A gente não ia perder a chance de andar num veículo futurista projetado nos anos 60. Veja mais no site http://www.seattlemonorail.com/

3. EMP Museum

o que fazer em seattle - emp museum

Monorail que leva até o Space Needle passa embaixo do EMP Museum

EMP é a sigla de Experience Music Project, mas pode chamar esse lugar de Museu do Rock, Museu do Sci Fi, Museu da Cultura Pop. De todos os lugares que visitei em Seattle e nos EUA, esse foi o meu preferido. Passamos no total umas 4 horas la dentro vendo todas as exposições, mas poderia ter ficado mais fácil.

o que fazer em seattle - emp museum

Reconhecem o boneco?

 

o que fazer em seattle - emp museum

Quem assistiu o acústico da MTV conhece esses instrumentos

o que fazer em seattle - emp museum

Alguma guitarra trucidada por Kurt

Vale muito a pena dar uma olhada no site deles para ver quais são as exposições do momento. Quando fomos, em fevereiro de 2014, estava rolando uma mostra enorme do Nirvana, uma do Jimi Hendrix, uma só de filmes de horror, uma sobre a história de filmes de fantasia e uma de artigos usados em filmes de ficção científica como uma garra do Alien, a máscara do Terminator e por aí vai. Sensacional!

o que fazer em seattle - emp museum

Figurino usado no clip ed Thriller do Michael Jackson

Além do mais eles tem palcos com apresentações de banda e um espaço para você provar vários instrumentos. Tem desde cabines com computadores que te ensinam a tocar guitarra, baixo, teclado ou bateria ou pequenos estúdios onde você pode ficar até 10 minutos liberando o rockstar que existe dentro de você.

o que fazer em seattle - emp museum

A foto ficou super roqueira, né? Mal sabem que eu estava tocando na verdade “Cheia de Manias” do Raça Negra.

Sem contar também a lojinha de lembranças e souvenirs, que é o paraíso de qualquer nerd ou apaixonado por música e cultura pop.

O EMP fica do lado do Space Needle. Site: http://www.empmuseum.org/

4. O primeiro Starbucks

o que fazer em seattle - starbucks

Seria mentira dizer que Seattle tem um Starbucks a cada quadra, já tinham dois na quadra da frente do Red Lion, o hotel que nos hospedamos. Tomar um frapuccino mocha lá parece ser tão comum quanto pedir um pingado na padaria em São Paulo.

Porém um Starbucks chama a atenção no meio de todos esses de Seattle, exatamente o primeiro da franquia, onde tudo começou. Ele fica do lado do Pike Place Market, no número 1921 da Pike Street. A decoração exterior, assim como o logo, conservam as características da época em que ele foi fundado no início dos anos 70. O lugar está sempre cheio, quando passamos por lá estava lotado de turistas japoneses, algo muito comum na cidade. Não enfrentamos a fila toda pra pegar um café, não achamos que valia a pena perder tanto tempo pra tomar algo que é igual em qualquer parte do mundo. Vale sim para conhecer o local e ver como é impensável que uma marca tão valiosa que se transformou num verdadeiro império mundial começou num lugar tão simples e perto de um porto.

5. Kerry Park

o que fazer em seattle - kerry park

Foto: Wikipedia commons

Um lugar para relaxar, sentar e admirar a vista. O Kerry Park fica no bairro do Queen Anne e tem uma visão lindíssima do centro de Seattle. Tanto é que o lugar foi locação do filme “10 coisas que odeio em você”, onde aparece bem no comecinho, e também no Grey’s Anatomy.

A vista na hora do pôr do sol é de perder o fôlego, mas nós não pudemos aproveitar. Se você for por lá nesse horário, tire uma foto e mande pra gente!

6. Athenian Restaurant

o que fazer em seattle - athenian

Antes que você se revolte e diga “Mas outro lugar no Pike Place?”, eu te explico. O Athenian foi um dos lugares com frutos do mar mais sensacional que conheci na vida. Fica dentro do mercado e é bem movimentado. Chegamos lá bem desavisados e nos encatamos. Deliciosa comida, cerveja artesanal e uma vista incrível pro porto. Peça para te darem uma mesa bem do lado da janela e aprecie a lindíssima visão de toda baía de Seattle enquanto você devora um Lox sanduíche lotado de salmão.

E pra trazer mais charme ao lugar, chegando lá descobrimos que ele foi locação do filme Sintonia de Amor (Sleepless in Seattle), que tinha no elenco o Tom Hanks e a Meg Ryan. Demais!

Amamos tanto o lugar que fomos comer lá no dia seguinte, só que era tarde e ele estava fechando para o almoço. Acabamos indo no Lowell’s, que é do lado do Athenian. Um pouco mais simples, mas com a mesma linda vista e uma clam chowder no pão sensacional.

7. Caminhar pelo cais

o que fazer em seattle - cais

Descendo os vários andares do Pike Place, atravessando uma rua e descendo umas escadas você chega no cais de Seattle. Acostumado com zonas portuárias que já conheci como Santos e Rio de Janeiro, esse lugar me impressionou pela sua beleza e seu movimento. Que cidade brasileira você conhece onde as pessoas realmente andam e consomem coisas do lado do cais?

Lojas de antiguidades, um aquário, um parque de diversões e até mesmo uma enorme roda gigante estão nessa área, bem do ladinho do mar. Vale demais a pena para uma caminhada, seja para queimar um pouco as calorias do almoço ou simplesmente desbravar a região.

Se você tem a oportunidade de conhecer a cidade, não duvide e apenas vá. Na verdade aproveite e conheça todo o Northwest americano, os estados de Oregon e Washington são bastante diferentes da costa leste, com gente de cabeça muito mais aberta, ecológicos e liberais. Agora que você saber o que fazer em Seattle, veja nosso post sobre Portland. Recomendamos muito!

Todas as fotos foram tiradas por mim ou Paulíssima, quando não for indicado o contrário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

2 comentários

    • Túlio Bragança
      Author

      Nossa, é verdade! Viajei total. Pensei Hanks e coloquei Cruise. Valeu por avisar. Vale muito conhecer as 2 cidades. única coisa que me arrependo é de não poder passar mais dias em Seattle.

Curtiu? Comente aí!