Palacio de Aguas Corrientes na Avenida Córdoba

Post atualizado em

Temos um post novo e atualizado sobre esse palácio. Veja aqui O Exuberante Palacio das Aguas Corrientes.
Palacio de Aguas Corrientes

O turista desavisado que passa pela Avenida Córdoba lá pelo número 1900 nunca vai imaginar o que esconde esse pitoresco edifício.

Tanta pompa e beleza arquitetônica, não é verdade? Mas nunca nenhum rico portenho excêntrico morou aí. Esse prédio desde o começo foi uma necessidade de saneamento público. Sim, isso mesmo, esse edifício lindíssimo esconde 12 gigantescos tanques de água que tem capacidade para mais de 72 milhões de litros de água. É o Palacio de Aguas Corrientes.

Palacio de Aguas Corrientes

Inaugurado em 1894, quando Buenos Aires enfrentava problemas de saúde pública como cólera, febre tifóide e difteria, o Palácio foi um importante passo para o fim dessas epidemias. Localizado no bairro mais povoado da época, Balvanera, ele foi essencial para trazer ordem numa cidade que então tinha cerca de 440 mil habitantes.

Em uma visita ao lugar, Vicente Blasco Ibáñez, o escritor espanhol autor do clássico “Os quatro cavaleiros do Apocalipse”, apelidou o Palacio de “um palácio fingido, um lago mascarado”. Não é à toa mesmo! Quem iria imaginar que uns tanques de água iam precisar de tanta beleza para existir?

Palacio de Aguas

Hoje o Palacio de Aguas Corrientes é um Museu Nacional e pode ser visitado de segunda a sexta, das 9h às 13hs. A entrada para visitação fica na Calle Riobamba 750.

Mais info no site da AySA, a empresa de águas argentinas.

Para comprar ingressos, transfer e passeios, conheça a parceria Aires Buenos + Turistando Buenos Aires, um atendimento feito por brasileiros.

Confira todas as nossas dicas de hotéis em Buenos Aires. São vários posts com resenhas, melhores bairros e muitas outras dicas.

Se está planejando sua viagem para Buenos Aires, não deixe de contratar um bom seguro viagem. Ninguém espera que algo aconteça, mas vai que acontece. Melhor estar prevenido, não é?!

COTAÇÃO DE SEGURO VIAGEM AQUI >>

E não deixe de conferir todos os passeios e ingressos que poderá comprar com antecedência. 😉

 

19 comentários

  1. Di Oliveira

    Post bacana! Não havia pensado nesse edifício quando elaborei meu roteiro (não sei quando vou, mas já tenho até roteiro pronto!rsrsrs)
    Muito legal o seu site. Abraços.

  2. Gisele

    Sempre que vou a Buenos Aires e passo por ele não resisto e tiro fotos. Já sabia que tinha algo a ver com saneamento, mas não entendia exatamente o que era. Adorei saber. Obrigada Tulio.
    Bjs

  3. Pingback: As construções mais imponentes de BsAs | ¡Pindalolas!

  4. Pingback: Os edifícios mais imponentes de BsAs | ¡Pindalolas!

  5. Pingback: O que fazer em Buenos Aires? 101 opções de programas | Aires BuenosAires Buenos

  6. Pingback: Os 10 edifícios mais Bonitos de Buenos Aires - Aires Buenos

  7. Pingback: PASSEIO DE FINDE: Visita guiada por Buenos Aires “Palacio de Aguas y su entorno” « luanaenbuenosaires

  8. Pingback: PASSEIO DE FINDE: Visita guiada por Buenos Aires “Palacio de Aguas y su entorno” « luanaenbuenosaires

  9. Outro que merecia um post é o Museo Nacional de Arte Decorativo (prox. Museo Bellas Artes e o Malba), que era uma mansão da família Errázuriz Alvear. Há uma enorme lareira que foi projetada por Rodin. Fiquei pasmo quando visitei esse lugar.

  10. Conheci o palácio na primeira que estive em Buenos Aires. Estava lendo um livro do Tomaz Eloy Martínez, “El Cantor de Tango”, e o prédio é citado na história algumas vezes (agora não lembro bem porque…). Lindo e curioso.

  11. Guillermo

    Excelente post! Cuando me mudé a Buenos Aires también me llamaba mucho la atención ese edificio.

    Si bien es el más conocido y ornamentado, no es el único edificio estilo palacio con tanques de aguas de la ciudad.

    Está este otro, en el barrio de Caballito (Pedro Goyena y José María Moreno). Originalmente sus muros tenían el mismo revestimiento rojo que el de la Av. Córdoba, el cual perdió en una remodelación.

    http://goo.gl/maps/FMXi8

    Y también está este otro, en el barrio de Devoto (Beiró y Gualeguaychú). Del mismo estilo, es más pequeño, pero tiene la particularidad de estar ubicado en el punto más alto de la ciudad de Buenos Aires (que no es gran cosa, 38,05m sobre el nivel del mar, apenas 7,5 metros por encima del nivel de Plaza de Mayo)

    http://goo.gl/aiX9S

    http://goo.gl/maps/Nr2Nt

  12. Luana de Borba

    Este é um dos meus edifícios preferidos daqui de Buenos Aires, mas não conhecia sua história… Adorei! E me fez gostar ainda mais dessa construção linda! =)
    Parabéns pelo blog! Estou sempre acompanhando…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *