viajando sozinho para buenos Aires

Viajando sozinho para Buenos Aires – Histórias para fazer você cair na estrada

Viajar sozinho é uma experiência transformadora. Fazer tudo que você gosta no seu tempo, conhecer gente nova e coisas diferentes são algumas das vantagens de quem viaja só para Buenos Aires.

Pedimos na nossa fanpage para quem visitou a capital argentina solito deixasse um depoimento. Teve muita amizade nascendo, namoro e ótimos causos. Leia esses depoimentos dos viajantes solitários, perca o medo e caia já na estrada (ou no aeroporto!). Escolhemos 15 histórias, veja todos os relatos aqui.

Viajando sozinho para Buenos Aires – Histórias para fazer você cair na estrada

buenosairesemfevereirode2016_01b

Ana Paula Souza

Fui sozinha! De quinta à domingo, com programação certinha. Quinta tango, sexta passeio até o Delta, parando por uma hora em San Isidro. Sábado passeio naquele bus amarelo por toda cidade. Domingo feira de San Telmo e Ezeiza …. fue maravilloso!

Emerson Cavalcante

Quando muitos me desencorajavam de viajar sozinho, achando isso loucura, lá fui eu! Claro que bateu vários medos, receios, perguntas… Mas o que de ruim poderia acontecer? Perdi o meu voo! 😱 pois é, primeira viajem internacional, pensando que check-in internacional era igual ao nacional… Mas consegui comprar outra passagem e fui! Fui pra um lugar onde não tinha intimidade, fiquei na casa de um desconhecido (Airbnb) e sabe de uma coisa? Foi uma experiência única e maravilhosa! Fiz amizades que duram até hoje, um lugar que respira cultura, fiz um tour de bike e outro que se chama Lado B de BA, alguém aí conhece? rs. Viajar sozinho é libertador. Pretendo viajar sozinho mais vezes.

Francis Bragança

Após um doloroso término de relacionamento, resolvi viajar só.
Sem agência de viagens, sem guias, sem conhecer ninguém em Buenos Aires, sem correntes.
Fui só, procurando a paz que só Deus pode nos dar, e ele esteve comigo em todos os momentos.
Passei 8 inesquecíveis dias na cidade, conheci lugares lindos, pessoas maravilhosas, uma cultura diferente… E o que é melhor, conheci um pouco mais de mim mesmo.
A sensação de liberdade e auto-conhecimento é única.
Recomendo a viagem, mesmo sozinho.
E o coração? Vai bem, obrigado.
Não há feridas que o tempo não seja capaz de sarar.
Viajar é preciso.
Viajar é viver.

Selma Negreiros

viajando sozinho para buenos aires

Selma no estádio do Boca Juniors

2014! Fui sozinha, fiquei em um hostel….. conheci um alemão no hostel e juntos passeamos sem parar! Foi muito bom! É muito bom viajar só… estar aberto ao novo.. ao inesperado! E próxima sexta estou indo p Londres! Sozinha!!! Bora viajar!!!!

Sabrina Araújo

Buenos Aires é uma cidade maravilhosa para ir sozinho! Fui duas vezes. Ano passado, por uma semana e esse ano por um mês, e aproveitei pra fazer um curso. Voltei com a ‘mala’ cheia e com uma vontade sem fim de morar nessa cidade. Por causa dessas experiências, hoje sou uma pessoa que se conhece muito melhor, mais segura, com uma visão completamente diferente sobre a vida e o mundo. A mala voltou cheia de novos e bons amigos, muitas histórias lindas, experiências ricas que não perdemos com o passar do tempo. Gente, em Buenos Aires ou onde for, se joguem nesta experiência, é a melhor forma de conectar-se consigo mesm

Julyane Rodrigues

Sim fui sozinha. Fiz Buenos aires e Colonia del sacramento. Rec – gru – buenos aires. Fui num sábado retornei na quarta. Amei. A cidade é linda, limpa e exala cultura. Colonia vi o por do sol as 20h mais lindo que ja vi na vida. E acredite não me senti sozinha em nenhum momento. Foi mt divertido andar sozinha 23h pelas ruas de Buenos aires e me sentir mt bem. Quero retornar.

Fernanda Albernaz

😍😍😍 Primeira viagem sozinha, e foi maravilhoso, um lugar aconchegante onde se passa! Cada esquina, cada detalhe inesquecível! Foi uma escolha perfeita ter BsAs como destino para se viajar sozinha, que na verdade não fiquei sozinha, encontrei pessoas maravilhosas nessa jornada d 10 dias foi a flor e delicada Bruna Barela , e uma mulher determinada cheia de garra com fome de aprender e explorar cada detalhe Ana Cláudia Oliveira! E não posso esquecer da colombiana Ika Dendrita uma mulher guerreira e cheia de vontade! São três mulheres com desejos e personalidades diferente que levarei para a minha vida e não vejo a hora de encontrar nas trips da vida! Meninas foi maraaaaa obrigada pela experiência que me proporcionaram! E não terei o carimbo no meu passaporte mas sim no meu coração desse lugar adorável. Não tenha medo da coragem que existe dentro de vc, pega e vai 💙🇦🇷

Lorraine Borowski

Fiquei sozinha em Buenos Aires por uma semana e nunca me senti tão livre. Poder viver a arte, a poesia e a efervecência de B.As ao meu modo e no meu tempo foi incrível. O prazer só foi possível porque a cidade me passava muita segurança, inclusive a noite. Pra quem é acostumada com o caos e o medo das grandes cidades brasileiras foi uma surpresa muito agradável.

Larissa Correa

buenos aires em março de 2016

A Larissa aproveitou e fez nosso tour noturno, onde conheceu bastante gente.

Viajei sozinha mes passado para Buenos Aires. Como ja conhecia resolvi visitar somente coisas novas. Passei um dia em Colonia de Sacramento, outro dia em Tigre e explorei muito Buenos Aires em seu lado nao tao turistico!
Visitei o que quis, no meu tempo, no meu ritmo! Conheci muitas pessoas, fiz boas amizades e foi maravilhoso!
Fiz essa viagem para comemorar meu aniversario e nesse dia fiz o tour noturno com voces! Alias agradeço muito, pois mesmo sozinha não me senti só! Conheci algumas pessoas no tour e saimos a noite para comemorar! Tambem brindaram para mim no fim do tour. Ou seja, foi uma viagem e um aniversario maravilhosos! Foi minha quinta viagem sozinha e recomendo a todos! O problema é que vicia!!!hahaha
Vc expande seus horizontes, descobre qualidades que nao sabia que tinha (coragem, por exemplo!rs) e fica muito mais aberta a conhecer novas pessoas e novos lugares! Ou seja, voce viaja sozinho mas nunca estará sozinho!!!

Marina Orefice

Fui sozinha a Buenos Aires em novembro de 2011. Fiquei em um Hostel na Calle Florida, que conheci pela Internet. Não fiz roteiro. Conheci alguns brasileiros no hostel e fiz vários passeios com eles e sozinha também. No hostel também conheci um indiano, que mora na Austrália e namoramos por pouco tempo. Coisas que só Buenos Aires pode proporcionar.

Vitória Reis

Fui sozinha usando o guia de vocês! Foi maravilhoso! Fiquei em um hostel (o Milhouse Avenue) bem bacana, onde conheci gente legal! Também participei do tour noturno do Aires Buenos e do tour lado B. Buenos Aires é meu xodó. Pessoas: não tenham medo de viajar sozinhas! É muito amor, vão ver o mundo, conhecer gente e se conhecer ❤️ nada como passar tempo de qualidade na companhia de si mesmo

Thiago Albuquerque

Passei 15 dias, maior tranquilidade, fui em bares, estádios, fui a Tigre, fui a La Plata, num domingo a noite fiz um passeio doido até Lanús passando por Avellaneda. Fui a museus, pizzarrias, restaurantes sem bandeira do Brasil na porta (hahaha os mais indicados). Fiz amizade com as meninas do starbucks da callao con Santa Fe… e pretendo voltar ano que vem.

Isadora Pimenta

feira de san telmo buenos aires

Fui sozinha para Buenos Aires e foi uma experiência incrível. Li muito antes de chegar lá, mas vivenciar a cidade é outra coisa. Andei de ônibus e metrô e deixei me surpreender em todos os dias – desde um trem de Retiro a Tigre, passando pela incrível Feria de San Telmo, a famosa escapada pro Uruguai etc. Ficar em Hostel é ótimo, pois a gente faz muitas amizades.

Kika del Piero

Fui viver sozinha na Argentina. A primeira viagem tinham certezas que não eram certezas. Fui para ficar em BsAs/Resistência, chego em Ezeiza e pego a linha de ônibus até o centro ( esqueci o número), fui para um hostel que era uma casa, no meio da viagem percebo que Resistência não seria como imaginei, o plano virou Córdoba por 15 dias, na casa de um anfitrião que estava em Tel Aviv e chegou 2 dias antes de voltar para BsAs. Não tinha medo de nada, era cuidada por várias pessoas, até os motoristas de ônibus me foram solícitos. Tive perrengues, mas sempre havia um Argentino/a prontos a me ajudar. As pessoas que encontrei nessa viagem, são meus amigos até hoje.

Vinicius Cunha

Ícones do frio para aproveitar o outono porteño

Foto: Mariana Sanchez

Fiquei uma semana sozinho em Buenos Aires. Aproveitei as ruas da cidade pra descansar a cabeça. Meu único compromisso era encontrar um restaurante legal no almoço e um café qualquer pra descansar as pernas na tarde. No meio de tudo isso, encontrei gente legal, lojas de discos e belos lugares. Recomendo!

Viu só? É só cair no mundo e aproveitar Buenos Aires! Leia outros depoimentos de leitores nossos na seção DICA DO LEITOR.

Programe sua viagem com nossos Guias de Viagem formato Ebook.

Créditos da imagem de destaque: Shutterstock

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *