Como tirar boas fotos nestas férias

Férias de julho chegando, os brasileiros começam a programar-se e escolher um destino para passar com a família os dias de descanso. Com celular e câmera fotográfica na mão, ninguém quer perder a chance de eternizar os momentos das férias em Buenos Aires numa fotografia. O problema é que muita gente não dá bola para detalhes básicos na hora de tirar uma foto e acaba não tendo o melhor resultado.

Existem muitos modelos de máquinas digitais e filmadoras a venda e que possuem as características exatas para sua viagem. Com ela em mãos é preciso tomar em conta alguns detalhes para garantir fotos incríveis.

Veja aqui algumas dica de como tirar boas fotos nessas férias em Buenos Aires

Monumentos

obelisco buenos aires

Sempre buscamos que um grande monumento saia inteiro em uma foto, mas isso é impossível com uma câmera normal. Então o que recomendamos é que o turista se concentre em detalhes interessantes do monumento. Detalhes como o rosto, mãos ou qualquer outro item único que a estátua possa ter. Se sua câmera tem a opção de foto panorâmica esta pode ser uma opção para registrar todo o monumento. O Obelisco por exemplo é bem melhor retratao de baixo ou de longe. Se você tiver a sorte de ficar num quarto de hotel bem alto, aí está feito! Certeza de um clique inesquecível.

Prédios altos

cassi

Aqui passa o mesmo problema com os monumentos. O ideal é tentar capturar a imagem o mais longe possível e também de baixo para cima, conseguindo uma ideia mais amplia do lugar. Como nos monumentos, as fotos panorâmicas também podem ser muito úteis. Afaste-se o máximo para poder fotografar melhor, mas não esqueça do movimento dos carros na rua.

Interior dos pontos turísticos

O uso de flash no interior de museus e igrejas na maioria das vezes são proibidos, uma vez que sua luz altera a atmosfera dos prédios históricos e até mesmo prejudica a tinta dos quadros. A sugestão é apoiar a câmera em um lugar fixo como um banco ou um muro e disparar com cuidado, dando preferência ao disparador automático. A maioria dos Museus de Buenos Aires permite tirar foto!

Discotecas e shows

Muitas câmeras vem com a opção fotos para festas, o que garante imagens mais nítidas em movimentos rápidos. Também recomendamos ajustar a câmera para uma maior velocidade ISO e retirar o flash, assim as fotos saem mais naturais. É importante sempre ter a lente enfocada e o zoom ajustado caso as fotos sejam de um show. Pressione o botão de disparo até a metade e solte no momento desejado.

Mercados

Para um registro ideal se recomenda uma foto geral, como no alto de uma escada. E não esqueça de capturar detalhes como uma cesta com frutas que não exista em seu país ou que estão muito atrativas. O Mercado de San Telmo, cheio de antiguidades e lojas únicas, é um point dos fotógrafos e turistas. Vasculhe e abuse desse lugar!

 Noite

puertomadero12

Retire o modo automático do flash e assim a câmera selecionará um tempo de exposição mais demorado e a iluminação dos edifícios será espetacular. Caso saia um pouco borrada o ideal é buscar um lugar para apoiar a câmera e programar o disparador automático. E tire bastante fotos! Hoje com as câmeras digitais não precisamos mais nos preocupar com o preço do filme! Certamente uma das várias fotos vai agradar!

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

2 comentários

  1. gilsane

    Oi pessoal!
    Também vou deixar minha contribuição. Sempre que meu marido e eu viajamos lemos as dicas e aproveitamos muito cada uma delas!
    Chegamos a Buenos Aires no dia 12/06 e aproveitamos intensamente cada dia. Não é a primeira vez que vamos, mas sempre tem algo novo para ver e conhecer! Os preços estão bem bons para nós brasileiros. Fizemos câmbio na rua Florida,780 (loja 9) várias vezes. Sempre deu tudo certo. Lá eles operam com o dolar blue e estão pagando super bem: R$4,80 e U$11,50. Não vimos nenhuma nota falsa e os câmbios oficiais estão péssimos o dólar estava $7,95 e Reais nem se fala… Cuidado com os taxímetros!!! Pegamos um taxi hoje do centro até o Aeroparque, onde vimos com varias pessoas e taxistas que daria entre 45/50 pesos e o taxista que nos levou tinha um “esquema” no próprio taxímetro onde os valores subiam aleatoriamente, saltando duas, tres vezes o km rodado. Por sorte vimos e chamamos a atenção do taxista. Desde então os números foram subindo de forma correta. Mesmo os taxis estando super baratos a nossa corrida acabou custando $100 por uma malandragem dele e não pelo trajeto, que estava correto! CUIDADO!
    Abraço e boa viagem!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *