Planetário de Buenos Aires depois da reforma

Desde janeiro desse ano quem visitou o Panetário deu com a cara nos muitos tapumes que o cercavam. Ao fim de nove meses, agora no final de outubro, houve a reabertura e vamos nesse post falar sobre como ficou o Planetário de Buenos Aires depois da reforma.

Junto ao Rosedal, ao Jardim Japonês e ao Jardim Botânico, o Planetário de Buenos Aires faz parte do complexo chamado Parques de Palermo. Recomendamos muito que você tire um dia da sua viagem para conhecer um pouco dessa maravilhosa área verde da cidade. Se estiver sol então, melhor ainda!

Planetário de Buenos Aires depois da reforma

Em junho de 2017 o oficialmente chamado de Planetário Galileu Galilei completou 50 anos, então estava na hora de modernizar não apenas o aspecto tecnológico como também o cultural dele.

Entre as novidades está um robô idêntico ao da NASA e único na América do Sul, é ele quem agora recebe os visitantes no primeiro andar. Telas interativas mostram os movimentos da Terra, a origem da Lua e muitos outros dados astronômicos. Futuramente haverá também, ao redor da sala de projeções, amostras fotográficas que serão renovadas a cada mês e meio.

Após sua reinauguração, durante as sessões, os visitantes podem fazer uma viagem até Marte, além também de uma viagem no tempo, que começa com a formação da Terra. Porém, dessa vez, com muita mais qualidade na projeção, pois foi instalada uma tela 8k, o que coloca o Planetário de Buenos Aires como um dos 25 planetários do mundo com essa qualidade.

O anel de Saturno que rodeia a cúpula conta agora com 50 metros de telas de LED que vão divulgar as novidades do Planetário. Já a esfera vai projetar diferentes conteúdos sobre o Espaço Sideral, ela em si é um dos grandes atrativos da reforma.

Agora, depois da instalação de 350 novas luzes, o Planetário faz parte de um grupo de pontos turísticos que terão iluminação coordenada com os demais, como é o caso do Obelisco, do Monumento dos Espanhóis, a Pirâmide de Mayo, a Ponte da Mulher, a Floralis Genérica e a Torre Monumental.

Veja outras mudanças tecnológicas que o site do Clarin divulgou:

A entrada custa 120 pesos, sendo que o ingresso para o Museu do Planetário custa 50 pesos. Para ambos, menores de 6 anos e aposentados que estão acompanhados não pagam.

O endereço do local é Av. Sarmiento com B. Roldán. Mais informações no site: www.planetario.gob.ar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Curtiu? Comente aí!