Fuerza Bruta

A fúria aérea de Fuerza Bruta

Quem conhece um pouquinho os argentinos já sacou: estamos falando de um povo passional, exagerado, impulsivo e louco – no melhor e no pior sentido. Por isso o Fuerza Bruta só podia ser ideia deles!

Não à toa o tango é a melhor expressão da personalidade visceral dos nossos hermanos, que amam tão intensamente quanto sofrem. Na política, no trânsito, no futebol e até no “ronquenrol” os argentinos, sobretudo os portenhos, não são muito diferentes. Extravasar é algo que eles fazem como ninguém. Aqui, parece não haver meio-termo: é tudo ou nada, e não há quem não esteja à flor da pele por qualquer coisinha. (Italiano + espanhol = uma mistura explosiva!)

Foi o que me ocorreu quando assisti ao filme Relatos Selvagens, no ano passado, e que voltei a pensar ao ver o espetáculo Fuerza Bruta (pela segunda vez!) este ano.

A fúria aérea de Fuerza Bruta

Fuerza Bruta

Fotos: Divulgação Fuerza Bruta

 Imagine um show que mistura circo, artes cênicas, dança, acrobacia e música ao vivo. É mais ou menos isso o que faz esta companhia artística liderada pelo argentino Diqui James, que estreou em 2005 e, nestes dez anos, já rodou o mundo inteiro, de São Paulo a Tel Aviv (atualmente, o grupo conta com uma “filial” nos EUA e outra na China).

Fuerza Bruta

Em Buenos Aires, onde tudo começou, os espetáculos acontecem num galpão do Centro Cultural Recoleta, de quarta a domingo (sextas e sábados com duas apresentações por dia). Não existe espaço cênico: tudo é criado enquanto a obra acontece e a plateia precisa se adequar a isso de forma orgânica. Haverá momentos em que o show será por cima de nossas cabeças; em outros, teremos de nos espremer contra a parede e abrir caminho para os artistas no chão. Prepare-se para se agachar, pular, dançar, gritar e sentir uma descarga intensa de adrenalina no Fuerza Bruta. Afinal, não são só eles que extravasam, mas também – e principalmente – o público.

Fuerza Bruta

Embora nada seja explícito, há uma potente dimensão alegórica em Fuerza Bruta (aqui, talvez eu devesse escrever a palavrinha spoiler). Enquanto os corpos fazem movimentos lúdicos (no ar, nas paredes, dentro de uma banheira gigante), é possível “ler” uma crítica subliminar à violência, ao isolamento e à selvageria com que nos relacionamos no dia a dia. Porque corremos muito para não chegar a lugar algum, porque andamos nas ruas nos esbarrando uns aos outros sem saber o que estamos passando, porque estamos confinados nas cidades e não nos sentimos livres e quase todos os esforços que fazemos parecem inúteis – impossível não pensar em política na cena em que um dos personagens tira dezenas de obstáculos da frente e eles voltam ao mesmo lugar para atravancar sua vida.

Enfim, essa leitura é totalmente minha e cada um terá a sua. No site do Fuerza Bruta, porém, eles gostam de informar que, embora tudo seja muito abstrato, não existe um conceito de representação. “Ninguém sabe o significado da obra, porque ela não tem nenhum. O espectador está dentro de uma realidade extraordinária e não está emocionalmente a salvo em momento algum”, alertam.

Fuerza Bruta propõe uma grande catarse coletiva, e quem quiser tomar banho de chuva ao final está convidado – eu tomei e recomendo!

Aqui o trailer oficial de seu espetáculo Wayra – que, na língua Quechua, significa vento.

Os ingressos custam de 250 a 300 pesos e devem ser comprados uns dias antes na bilheteria do Centro Cultural Recoleta ou na internet, pelo Ticketek.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

15 comentários

  1. Vanessa

    Estou em BAs. Eu fui ontem assistir esse espetáculo, que é lúdico e ao mesmo tempo forte e interativo. Você não fica muito tempo parado. Recomendo muito!
    Assim como a cidade, tinha muitos brasileiros presentes.

  2. Gabriela

    Olá, Vou chegar em Buenos aires em uma quinta feira, será que consigo comprar ingresso para fuerza bruta do domingo?

  3. Pingback: Viagem cultural para Buenos Aires - Dica do leitor | Aires Buenos | Turismo, guias de viagem e segredos de Buenos Aires

  4. Ana Carolina

    Olá, eu e uma amiga vamos para Argentina em Março. E ficaremos 5 dias, você acha que com MIL REAIS, conseguiremos ir para Colonia del Sacramento, assistir o Fuerza Bruta e conseguir almoçar e fazer um lanche a noite?
    Obrigada por ajudar!!!
    Seu blog tem um conteúdo muito bom e nos ajudou muito

  5. Rosana Pilatti

    Bom dia!! Estou indo a BA dia 28/04 e gostaria de assistir o espetáculo Fuera Bruta. Fui comprar os ingressos na Ticketek e tinha uma mensagem a respeito da entrega: “Importante: El costo de entrega es independiente del costo del servicio y se cobra sobre el total de la compra.” Ai como estou no Brasil, não sei se consigo comprar na pag da Ticketek por conta deste detalhe da entrega… Será que se eu deixar pra comprar la no dia 28 eu consigo ingresso para o dia 30? Costumam lotar o espetaculo muitos dias antes?? Obrigada pela atenção. Ps. Ansiosa para saber se vai ter o tour noturno no dia 28/04 kkkk

    • Túlio Bragança

      Rosana, vc pode comprar na hora ou marcar para buscar em algum ponto deles na cidade. Avisamos caso tenhamos mais tourss

  6. Pingback: Guia da Recoleta - Buenos Aires | Aires Buenos | Simplesmente tudo sobre Buenos Aires

  7. Pingback: Roteiro Buenos Aires 7 dias - Dica da Leitora | Aires Buenos | Simplesmente tudo sobre Buenos Aires

  8. Pingback: Buenos Aires em agosto de 2017 | Aires Buenos | Simplesmente tudo sobre Buenos Aires

  9. Pingback: Buenos Aires em setembro de 2017 | Aires Buenos | Simplesmente tudo sobre Buenos Aires

Curtiu? Comente aí!