Feria Plaza Itália

A nova feira de livros usados da Plaza Italia

A Plaza Italia é conhecida por concentrar muitos pontos de interesse em Buenos Aires: o Jardim Botânico, um Ecoparque (antigo zoológico), o prédio de exposições La Rural e uma das mais famosas feiras de livros usados da capital portenha – e a maior do país.

Apinhados de livros e um tanto caóticos, os estandes que há décadas fazem a festa de leitores curiosos e/ou sem grana ganharam cara nova há cerca de um mês.

A nova feira de livros usados da Plaza Italia

Feria Plaza Itália

Fotos: Mariana Sanchez

Os exagerados gostam de dizer que há mais livrarias na Avenida Corrientes que em todo o Brasil. Acho que ninguém nunca contou, mas o comércio de livros em Buenos Aires é realmente impressionante, e não só na Corrientes, é claro.

Minhas preferidas, aliás, são as feiras de livros usados (da Plaza Italia e dos parques Centenario e Rivadavia). Não apenas pelo preço, que acaba sendo duas ou três vezes menor do que nas livrarias tradicionais, mas também pela aventura de não saber o que se vai encontrar ali.

Feria Plaza Itália

Diversidade: Mafalda, auto-ajuda, alta literatura e até um manual prático para instalações sanitárias.

Feria Plaza ItáliaA novidade é que, com a construção da estação Pacífico do metrobus, os antigos livreiros da Plaza Italia mudaram para a plazoleta central entre as ruas Thames e Uriarte (agora, batizada de Paseo de Libreros) e ganharam estandes novinhos em folha, que tornaram o espaço bem mais organizado e convidativo.

A mudança é de apenas uma quadra do antigo ponto, mas a ideia foi dar maior visibilidade, segurança e conforto para quem vende e quem compra. Os estandes são modernos, amplos e têm melhor iluminação, além de ficarem exatamente na boca da estação Plaza Italia da linha D do metrô, bem em frente do prédio da La Rural (onde, ironicamente, acontece todo ano em abril a Feira do Livro “oficial” de Buenos Aires). Também foram colocados ali canteiros de flores e painéis com frases de autores argentinos canônicos, como Bioy Casares, Victoria Ocampo, Julio Cortázar, Alfonsina Storni e um Borges escondidinho atrás das plantas.

Feria Plaza Itália

Ao todo, são 40 livreiros expondo ali, alguns há quase 40 anos, como Carlos Aquino, proprietário dos estandes La Herradura e Libros Bonitos. Conversamos “un ratito” enquanto ele procurava os livros que eu estava buscando. Carlos é muito simpático e não se furtou de anotar no meu caderninho algumas recomendações literárias. Já seu colega da esquerda foi extremamente grosseiro ao pedir (gritar) que eu abrisse “com cuidado” uma edição de 1968 do Bestiário, de Julio Cortázar. (Ou seja, é melhor perguntar e não ficar folheando muito as raridades se não for comprá-las.)

Feria Plaza Itália

Carlos Aquino, um dos livreiros mais buena onda.

Há bastante literatura argentina e também livros de filosofia, política, história, quadrinhos, de arte, esotéricos, etc. Sem contar os almanaques, enciclopédias e raridades argentinas com um século ou quase de vida. Enquanto é praticamente impossível achar obras por menos de 200 pesos nas livrarias comuns de Buenos Aires, na feira de usados da Plaza Itália há exemplares por 80 pesos ou até menos. Vale mesmo a pena. Eles também compram exemplares e aceitam fazer trocas (“canjes”), então talvez seja uma boa ideia trazer aquele Jorge Amado ou Clarice Lispector na mochila (#fica a dica).

Aqui a lista dos estandes da feira:

Feria Plaza Itália

As livrarias estão instaladas permanentemente no canteiro central entre as duas pistas da Avenida Santa Fe, na altura 4.200. Os estandes ficam abertos todos os dias, incluindo domingos e feriados, das 10h30 às 19h30.

Veja uma lista de 5 livrarias para visitar em Buenos Aires.

Leia todos os posts da Mariana na seção Vida Portenha

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
guiaoquefazerembuenosaires

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *