6 Museus nada comuns de Buenos Aires

Buenos Aires possui cerca de 130 museus! Por mais estranho que possa parecer há alguns deles que não tem nada a ver com arte. Isso mesmo, nada de quadros, esculturas, fotos, etc. Eles até podem ter algum desses itens, mas esse não é o foco do museu e sim outras coisas que fogem do mundo artístico.

Ficou curioso? Veja aqui a lista de seis museus bem diferentes em Buenos Aires

6 museus nada comuns de Buenos Aires

1. Museu do dinheiro

museu_dinheiro

Eles possuem todos os modelos de moedas e cédulas que circularam na Argentina desde o século XVI até hoje. Além de expor os materiais utilizados para a fabricação do dinheiro, o local tem um arquivo de documentos históricos e uma biblioteca especializada. O nome oficial desse ponto é Museu Histórico y Numismático del Banco Central de la República Argentina e saiba você que numismático se refere à ciência que tem as moedas e as medalhas como objeto de estudo. Aires Buenos também é cultura, bebê!

O legal é que no museu do dinheiro você entra de graça, que ironia!

Museu Histórico y Numismático del Banco Central de la República Argentina
Site Oficial: http://www.bcra.gov.ar/Museo/index.asp
Endereço: Calle San Martin 216.
Indo de metrô desça na estação Plaza de Mayo (linha A), estação Além (linha B) ou estação Catedral (linha C). O ônibus que passam perto são: 6, 22, 24, 26, 28A, 28B, 29, 33, 50, 54, 56, 61, 62, 74, 91A, 91B, 99, 105, 111, 130, 143, 146, 152, 155, 159.

2. Museu do holocausto

museu_holocausto

Esse museu retrata a 2ªGuerra Mundial, mostrando o antes, durante e depois do Holocausto, traçando um paralelo com os acontecimentos da Argentina no mesmo período em questão. Além da exposição permanente eles trazem exposições temporárias como “Identidad. Retratos de Testigos de la Shoá”, “Visados para la libertad” e “Objetos del Holocausto”.

Museu do Holocausto
Site Oficial: http://www.museodelholocausto.org.ar/
Endereço: Calle Montevideo 919
Para quem vai de metrô o melhor é descer na estação Callao (linha D) ou então pegar alguma dessas linhas de ônibus: 29, 37, 39, 106, 109, 111, 124, 132, 140, 152.

3. Museu da psicologia

museu_psicologia

Este museu conta com grande parte dos instrumentos científicos do Laboratorio de Psicologia Experimental fundado por Horacio Piñero em 1901, e por isso leva o seu nome. Ele fica dentro da Faculdade de Filosofia e Letras da Universidade de Buenos Aires e foi inaugurado em 1997, dez anos após o início da identificação e restauração de sua coleção. O local tem entrada gratuita.

Museu da Psicologia
Endereço: Av. Independencia 3065, 3º piso, salas 311 e 312.
Você chega lá descendo na estação Jujuy (linha H), na estação Urquiza (linha E) ou então pegando um desses ônibus: 7, 31, 32, 41, 56, 75, 96, 101.

4. Museu da água

museu_agua

O museu da água fica em um lindo edifício construído entre 1887 e 1894 e o melhor de tudo: o Tour Lado B passa bem em frente! A construção, considerada uma das mais bonitas da cidade, contém os antigos depósitos de água que foram usados por mais de meio século e também há uma exposição de privadas velhas! Hahaha! Sim, essas peças são responsáveis por contar um pouco da história sanitária portenha, acredite se quiser!

Museu da Água e História Sanitária
Endereço: Calle Riobamba 750.
É perto da estação Callao (linha D). Outra opção é ir de ônibus, utilizando essas linhas: 12, 29, 37, 39, 60, 106, 109, 111, 124, 132, 140, 142, 150, 152.

5. Museu dos Beatles

Crédito: blog O Viajante Comilão

Crédito: blog O Viajante Comilão

Bastante divertido, o museu dos Beatles está no Guinnes Book por ser a maior coleção particular de objetos da banda. O dono, Rodolfo Vásquez, deixa clara sua devoção pelo quarteto de Liverpool através de fotos, autógrafos, documentos, roupas, bonecos, discos de ouro, relógios, livros, cartazes, instrumentos, pratos e muitos outros objetos que compõem o amplo acervo. Há até mesmo um tijolo original do bar The Caven Club de Liverpool.

Esse é o maior museu dos Beatles fora de Liverpool e para os fãs vale a pena conhecer a recriação do The Cavern Club após o passeio.

Museu dos Beatles
Endereço: Av. Corrientes 1660 (dentro do complexo de teatros e bares Paseo de La Plaza)
Site Oficial: http://www.thecavern.com.ar/museo-beatle.html
Para chegar lá é possível descer na estação Uruguay ou Callao (linha B) ou pegar algum desses ônibus: 5, 6, 7, 12, 24, 26, 37, 50, 60, 124, 146 y 150.

6. Museu do humor

Mafalda e o Museu do Humor no fundo.

Mafalda e o Museu do Humor no fundo. Crédito: Prefeitura de Buenos Aires

O MuHu foi criado em 2012 para preservar o patrimônio do humor gráfico argentino, que possui tantos artistas famosos como Liniers, Quino e Maitena, só pra começar. Veja nosso post completo sobre o Museo do Humor de Buenos Aires.

O prédio em si já é cheio de história. Inaugurado em 1927, foi sede da cervejaria Munich, que veio a fechar em 1970. Recuperado pela prefeitura, hoje ele é um museu moderno e muito querido, principalmente pelas crianças. A entrada custa 10 pesos e é grátis para menores de 14 anos.

MuHu – Museu do Humor
Endereço: Av. de los Italianos 851 – Puerto Madero
Site Oficial: http://www.buenosaires.gob.ar/museodelhumor
Essa Avenida é também chamada de Costanera Sur e infelizmente tem poucos ônibus. O melhor é fazer a visita junto com Puerto Madero.

E então, qual desses seis museus vai entrar no seu roteiro de viagem? Deixe nos comentários se você já visitou algum deles e o que achou. Fala a verdade, quem poderia imaginar que privada poderia ser artigo para uma exposição de museu? Pois é, os portenhos têm dessas excentricidades!

Se você está procurando museus mais tradicionais da cidade, veja a lista com os 10 melhores museus de Buenos Aires.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

1 comentário

  1. Ângelo Medeiros

    Oi Juliana. Como sou meio fanático pelo lado B da capital portenha, te digo que já estive em três desses museus. O Museu da Água me agradou mais por fora – a arquitetura do prédio é sensacional. Estive lá atraído pela bela fachada e, também, por uma história bastante misteriosa que tratava sobre a morte de uma menina, contada em um livro sobre crimes em Bs As. O Museu do Holocausto tbm me atraiu certa feita, por estar no caminho peatonal que me levava ao lar doce lar no Callao Suítes. Pesado. Lúgubre. Mas necessário ! O melhor de todos, na minha opinião, é mesmo o Museu dos Beatles. Parece uma feira de pulgas dos fabulous four, tal a quantidade de quinquilharias alusivas a banda. Mto interessante. Retorno agora em agosto 2016 para minha visita anual e vou conferir os demais. Parabéns pelo trabalho de todos aí no Aires Buenos.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *