krishna

Krishna, um vegetariano em Palermo

Buenos Aires é essa cidade incrível onde você pode entrar por uma portinha em frente à plaza Armenia e se sentir num templo hare krishna em pleno bairro de Palermo.

Quem visita a capital do país da carne pode até estranhar a proliferação de restaurantes vegetarianos por aqui nos últimos anos, mas isso apenas reflete a tendência mundial de uma alimentação mais saudável, consciente e diversificada.

Então, se você deixou de comer carne ou está a fim de ampliar o cardápio, considere fazer uma boa refeição no Krishna, uma casa especializada em cozinha vegetariana com 14 anos de história.

Krishna, um vegetariano em Palermo

Krishna

Hare Krishna, Hare Krishna, Krishna Krishna, Hare Hare. Hare Rama, Hare Rama, Rama Rama, Hare Hare. O mantra ecoa de um alto-falante enquanto da cozinha chegam aromas de curry, especiarias e chapati recém-assado.

A decoração é kitch, mística e colorida. Nas mesas, baixinhas, há vasos de flores naturais. Nas paredes, imagens de divindades hindus, palavras em sânscrito, frases dos livros sagrados e espelhinhos que refletem a luz natural entrando pela porta que dá para a calle Malabia. Este é o cenário do restaurante comandado pelo chef indiano Ramde Modhavadya, aberto em Buenos Aires no começo dos anos 2000, quando ainda havia poucos vegetarianos na capital.

Krishna

Os pratos são deliciosos, saudáveis e abundantes. O menu de meio-dia sai por 120 pesos e inclui limonada e uma dosesinha de chai, o chá indiano com leite e especiarias. Também se pode pedir à la carte: há crepe de queijo com chutney ($110), almônegas de vegetais com molho de iogurte ($140), batatas ao curry com coco, arroz, chutney e chapati ($140), bifinhos de tofu com guarnição ($125), além de saladas, hambúrgueres de soja caseira e outras delícias naturebas. Os preços são de março de 2016. (Consulte aqui as opções do cardápio.)

Krishna1-compressed

Curry de batatas e ervilhas ao coco com arroz, chapati e chutney de menta, meu prato de hoje.

Krishna8-compressed

Thali, prato indiano com pakoras, raitha, sabji e outras coisas que eu sugiro você perguntar pra garçonete 🙂

Krishna

Chai, o exótico chá indiano com leite e especiarias.

Para beber, lassi (iogurte caseiro com frutas naturais) a 65 pesos, limonada com gengibre ($30) e uma variedade de chás e sucos. As sobremesas vão da indiana Ladhu (uma bolinha com massa de amêndoas e farinha de grão de bico tostada) ao tradicional flan com doce de leite (mais pra espanhol que indiano, na verdade). Custam de 25 a 50 pesos. A casa cobra taxa de cubiertos de 10 pesos por pessoa.

Krishna

Pão caseiro e patê de cenoura de entradinha.

O restaurante faz questão de explicar no menu que “todos os alimentos, vegetais, farinhas, lácteos, especiarias e frutas são preparados com amor e devoção, sem provar, como uma oferenda a Krisha, quem os transforma em Prasadam (palavra sânscrita que significa misericórdia)”. E garante que “tomar algo oferendado a Deus limpa o coração”.

É um lugar pra passar um tempo tranquilo e comer sem pressa. Não deixe de provar os pãezinhos com patê de cenoura que vêm de entrada e chutney de menta com coentro que acompanha o curry de batatas e ervilhas. Picante na medida certa.

A casa abre todos os dias para almoço e jantar (às segundas, na verdade, somente para jantar). “Amor” é o nome da rede de wi-fi <3

Krishna

Krishna
Malabia, 1833 – Palermo
Abre segundas a partir das 20h e de terça a domingo das 12h30 às 0h30.

Leia nosso Guia completo sobre o bairro de Palermo

Veja uma lista de outros restaurantes vegetarianos em Buenos Aires

Conheça saladas que farão você abandonar o bife de chorizo

Devore todos os posts da Mariana Sanchez na seção VIDA PORTENHA.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

1 comentário

  1. Que dica mais preciosa 🙂 Muito obrigada por compartilhar, adorei. Estarei em Buenos Aires no mês que vem e depois de ver esse post com certeza quero ir nesse lugar, o cardápio de lá me parece perfeito 🙂

    Abravo

Curtiu? Comente aí!