Viagem em casal para Buenos Aires – Dica do leitor

O roteiro de viagem de hoje é do leitor Mauro Abreu, que veio para Buenos Aires com a esposa e mais um casal em dezembro de 2014. Ele dá várias dicas sobre o câmbio, se vale a pena trazer dólar, onde trocar e onde é possível comprar em real. O Mauro tinha postado tudo num comentário, mas ficou tão bom que pedimos fotos para ilustrar melhor todas suas experiências.

O Mauro fez um passeio de quatro dias pela capital portenha, exatamante a quantidade de dias do nosso roteiro bem esquematizado, ótimo para quem quer tudo bem mastigadinho. É o Guia Básico – O que fazer em Buenos Aires (4 dias). Também temos outra opção, mais alternativa, para conhecer pontos turísticos menos tradicionais da cidade. Vale a pena ver o nosso Guia Lado B dos pontos turísticos de Buenos Aires.

Viagem em casal para Buenos Aires – Dica do leitor

dica_do_leitor_1

Fomos para Buenos Aires em dois casais com idade média de 42 anos e sem os filhos, ficamos na cidade quatro dias. Chegamos a Ezeiza quinta-feira na hora do almoço. Fechamos um pacote que incluiu o transfer Ezeiza/Centro/Aeroparque (volta) em van exclusiva, o passeio ao Zoo de Lujan também em van exclusiva e o show de tango no Café de Los Angelitos com tranfer de ida e volta em van regular. Tudo deu R$ 2.000,00 . Ficou caro? Ficou barato? Não sei . Sei que ficou seguro e confortável , além das dicas sobre BA, a água , os alfajores de cortesia e a possibilidade de câmbio a 4 pesos por 1 real , sendo que a opção era chegar em Ezeiza e trocar o mínimo necessário no Banco de La Nación no câmbio oficial, a 3,10 pesos (cotação para compra ) por 1 real.

Aproveitando, em relação ao câmbio, como não sabia muito a regra do jogo preferi levar reais, mas a regra geral é 1 dólar = 12 pesos e 1 real = 4 pesos. Se considerar que em dezembro de 2014 (quando fui) comprei dólar a R$ 2,70, vale mais levar dólar neste momento. Com R$ 2,70 você compra U$ 1,00 aqui (desculpem, mas para ser mais claro colocarei o símbolo da moeda ) e com U$ 1,00 lá você consegue por baixo $ 12,00. Levando reais como eu, os mesmos R$ 2,70 conseguem em média $ 10,80 em Pesos, dá 11% a mais se levar dólar. Outra possibilidade é gastar umas 3 horas na Calle Florida atrás de câmbio nem sempre confiável e tentar trocar como meus amigos conseguiram, a 4,50 pesos por 1 real. Troquei R$ 300,00 pois só taxistas e lojas de shopping não aceitam reais, de resto todo mundo aceita nossa moeda, e depois fui pagando conta com reais e recebendo troco em Pesos. Lembre-se que estivemos num país como o nosso, com perigo nas ruas, em nossa testa está gravado “brasileiro” e cada nota de R$ 100,00 vira 4 de $100, ou seja, haja carteira para andar com muitas notas. E há lugares que vão pagar mais, tipo R$ 4,50 e até R$ 5,00, mas compare, geralmente os preços são mais altos. No free shop (nos shoppings de Buenos Aires, exceto na Galeria Pacífico, também ocorre isso) a cotação é a oficial, ou seja , 8,56 pesos = 1 dólar, mas ainda assim, na média, minha cotação foi de 4 pesos = 1 real pois troquei R$ 500,00 na Calle Florida a R$ 4,50 e paguei contas de restaurante a 4,75 pesos = 1 real.

dica_do_leitor_6

Mas voltando ao caminho, nos hospedamos no Bristol, de cara para o Obelisco na Avenida 9 de Julho . Quatro diárias a U$ 130,00 cada . Cama ótima, andar alto, barulho moderado, banheiro acanhado, mas que me recebeu tranquilamente com meus 190 Kg, e café da manhã sem muitas opções mas bem honesto. Negociei na reserva antes da viagem e tive 25% de desconto para pagar em dólares a vista. Troquei Reais por dólares somente para isso.

Deixamos as malas, tomamos um banho e seguimos direto para “La Cabrera”. Pense na picanha mais macia que você já comeu na vida e não fica nem aos pés do bife de chorizo de 400 gr que dividimos, acompanhado de vários molhinhos, enquanto nossas esposas traçaram um belo lomo . Uma garrafa de vinho meia boca que não sou conhecedor e três cocas e a conta de R$ 280,00 para 4 . Onde se come assim no Brasil? Valeu cada centavo. Duas coisas: é proibido por lei salgar a comida na Argentina. Assim, só a carne recebe um pouco de sal. De resto é você e o saleiro. Outra coisa: arroz, nem pensar. Menos ainda feijão. Eles comem com salada verde, molhos e pães. O arroz é ruim e nem pense em pedir para acompanhar.

dica_do_leitor_2

Saindo de lá, quatro quadras abaixo estavam os outlets da Vila Crespo. Pelo meu físico nem pensei em comprar nada, até porque na Argentina a numeração acaba antes da do Brasil. Mas se você for uma pessoa de físico norma, Lacoste a R$ 100,00 é fácil e outlet é outlet , tem que procurar. Ao final , daria para caminhar mais duas ou três quadras para chegar à Calle Murillo para comprar couro, mas pelo meu físico preferi ir para o hotel tomar um banho.

À Noite fomos à Confiteria de Las Violetas, na Avenida Rivadávia. Todos falam do Café Tortoni, mas liguei lá para saber sobre shows de tango e fui muito mal atendido e então optei (eu montei o roteiro para o grupo) em ir para Las Violetas. Um café com mais de um século de história e para nossa sorte com um sarau de tango com um cantor que coloca muito sertanejo no bolso. Eu e minha esposa dividimos um ravioli de salmão com salsa (eles chamam molho de salsa) de camarão (R$ 25,00) de comer agradecendo cada garfada. Nossos amigos pediram um café Maria Callas completo (R$ 50,00) e vem bolo, croissant, chá, champanhe.

Depois voltamos para o hotel porque na sexta o dia começaria cedo. Na sexta acordamos bem cedo e fomos ao Zoo de Lujan. Viajamos por mais ou menos 70 km e chegamos ao Zoo na hora que abriu, assim fomos os primeiros na fila dos felinos. São dopados e maltratados? Não vou entrar no mérito, mas caminhar com um leão ao seu lado e dar leite na boca de um tigre não tem preço. Quer dizer, tem sim: R$ 225,00 por pessoa (R$ 75,00 do Zoo e R$ 150,00 do tranfer com van exclusiva, isso tudo em reais). Mas com o serviço VIP, à uma hora da tarde estávamos de volta em BA. A outra opção seria um buzão urbano que sai de uma praça. Não sei exatamente qual, mas tem neste blog as indicações. São 2 horas garantidas de ida e volta, ou seja, um dia inteiro para ir ao Zoo.

dica_do_leitor_3

Com o tranfer, às 13h nós estávamos em San Telmo entrando no Don Ernesto para comer cada um um ojo de bife. Top do top. Duas cervejas Patagônia para os homens e refri para as esposas. Isso deu um total de R$ 275,00, incluindo sempre os 10% de proprina e também sempre pagando em reais e recebendo troco em pesos.

Pagamos, saímos e caminhamos pela praça onde aos domingos ocorre a famosa Feira de San Telmo. Sentamos em um café e pedimos um frappuccino por casal e deixamos a vida passar um pouco, como fazem os argentinos, nem sempre tão simpáticos. Principalmente os mais velhos, mas há que se entender: Pelé é melhor que Maradona, a recessão deles é de 5 a 6 vezes pior que a nossa (inflação de 35% a 40% ao ano), além de muitos brasileiros gastando o que eles não podem e etc.

Depois nossos amigos pediram para que fossemos ao Shopping Abasto. Lá é bonito e foi bom para dizer que fomos a um shopping na Argentina, mas o preço em geral é igual ao daqui, câmbio no oficial e eu que não sou consumista fui pois estava em grupo… Saímos do shopping às 6h da tarde, horário do rush na Avenida Corrientes e optamos em pegar o Subte (cinco pesos por pessoa). Ai conhecemos o quanto argentino é sem higiene ao percorrer escadas e galerias inundadas de cheiro de urina, mas chegamos ao hotel em 10 minutos. Para nós que estávamos em quatro pessoas o táxi compensava sempre, mas o Subte, tirando o cheiro da línea vermelha , é uma opção para gastar menos, embora a nossa corrida mais cara foi Obelisco/La Cabreira, por 75 pesos.

dica_do_leitor_4

Banho, repouso e Pizzaria Guerin. R$ 45,00 reais por casal por uma pizza recheada de queijo Roquefort (sim, eles usam quilos de queijo na pizza) e frango e mais 3 refrigerantes e 1 taça de vinho. E tome pagar em reais e troco em pesos. A Pizzaria é muito tradicional e fica na Corrientes, perto de teatros, então nem pense em entrar depois das 22h pois vai ter que esperar vagar mesa.

No sábado fomos conhecer o Teatro Colón, mas não ficamos para a visita guiada e optamos em conhecer por fora. Depois fomos para a Catedral Metropolitana agradecer a Deus por tudo (domingo foi meu aniversário) e conhecer o local onde nosso Papa oficiava. Belíssima por dentro e por fora. Caminhando ao outro lado da praça, está a Casa Rosada onde fizemos a visita guiada (solo en Espanhol). De lá fomos para a Rua Florida (a partir da Corrientes). São umas oito quadras de comércio popular fechado ao tráfego de veículos. Compramos blusas femininas a dez reais e, meus amigos, uma mochila da Adidas (loja oficial) a 80 reais. Mas tem que aguentar os caras gritando “câmbio, câmbio” a cada dez metros e “Passeios e shows de tango”.

No final da rua tem a Galeria Pacífico, um shopping pequeno mas muito bacana. Bom lembrar que lá dentro é no câmbio oficial, então leve pesos, pois tem uma loja da Tonel Privado e comprei dois vinhos Malbec, dois Cabernet e dois Chandon a 500 pesos já embalado para viagem. Lá é peso ou dólar, e dólar no oficial. Tem também os vinhos mais caros, mas ai é para quem entende, mas todos são bem mais em conta que os do Brasil.

Tem também loja da Havanna como em todo canto. Havanna e Cachafaz são os melhores, mas se tem bastante gente para presentear, leve Patagônia (muito bem apresentado). Compramos quatro caixas de seis alfajores por 200 pesos cada, enquanto pela mesma quantidade de Havanna pagamos 276 pesos. Mas esse compramos no Caminito no domingo. Tem também uma loja de perfumes chamada Juleriaque. Se você vai em casal, sua mulher ama perfume e você quer comprar outras coisas no free shop, talvez esta loja te ajude. Custa 10% a mais que no Dutty Free, mas paga 5 pesos o real, e os preços estão no site. Dá para planejar e comparar preços com o free shop e vê se sobra para o free shop ser usado para outras compras.

O plano era almoçar no Puerto Madero no La Parolaccia, lá tem pastas (massas), mas o cansaço e o peso dos vinhos nos fizeram comer na praça de alimentação da Galeria Pacífico. Achei lá caro como em qualquer shopping que se preze.

À noite fomos ao show de tango com jantar incluso nos Angelitos, como já falei acima. Nota 10 para a mesa no mesanino, de frente pro crime e com o garçon toda hora enchendo a taça de vinho. Pagamos 460 reais por casal, com jantar standard. Mais barato que direto com a casa. Estes 460 reais acompanham os 450 reais por casal pelo passeio em Zoo de Lujan e os 170 reais por casal pelo transfer Ezeiza/Centro/Aeroparque. Com desconto de 80 reais, fechamos em mil reais por casal os três serviços.

Meia noite e meia voltamos para o hotel e descansamos para aproveitar o domingo de meu aniversário. Ao acordar, vimo que o dia estava nublado e depois choveu, ao contrário dos demais dias, quando o Astro Rei se colocou imponente como na bandeira dos hermanos. Mas foi mi cumpleaños e não desisti. Fomos ao Caminito para comprar muitas lembrancinhas para a família (na verdade presente de natal), tipo camisa de malha do Boca Juniors por 20 reais, boné do River Plate por 15 reais e por ai vai. Quatro quadras adiante estava La Bombonera, mas a chuva me demoveu de entrar, mas tiramos fotos na porta e valeu. De lá fomos para Puerto Madero almoçar.

dica_do_leitor_5

Bola muito dentro para o restaurante Gourmet Porteno. O esquema é tenedor libre, tipo Porcão Gourmet. Tem buffet, massas, pescados (inclui paella), comida japonesa, alta cozinha, um camarão de todo tamanho com casca e tudo, sem contar a joia da coroa, a parrilla. Peça Colita de quadril. Sendo que tudo isso foi regado à Quilmes para dar uma moral aos caras. Bom, o garotão aqui não pagou pois tinha a promoção (que eu já sabia pois visitei todos os sites de todo mundo) de levar 3 acompanhantes e não pagar o buffet no dia de seu aniversário. Buffet de 290 pesos com bebidas à parte e câmbio à 4,75 pesos o real. Conta toal de 275 reais mais a propina. Paguei morrendo de rir amigos. Lógico que teve bolinho com vela e tudo. Ah! E a sorte de encontrar os coroas do Air Supply almoçando lá e querendo tirar foto comigo. Além do garçom ter trocado 100 reais extras. Daí para o hotel terminar a comemoração e depois tomamos um café na Avenida 9 de Julho à noite. Dai para frente é igual para todo mundo. Acordar, fechar a conta no hotel, tranfer, aeroporto, imigração, free shop (desovei meus pesos), São Paulo, free shop, alfândega e casa.

Uma última dica . O free shop de Guarulhos (no Galeão também tem) estava com promoção de 10x no cartão já em reais, mas tem de comprar 490 dólares no mínimo, e na volta a cota extra, que é esta que você vai usar, não pode estourar em um centavo os 500 dólares que cada um tem direito nas viagens internacionais, pois o caixa nem fecha o cupom. Então é comprar no limite e tchau. Se tiver que comprar mais, que o faça lá fora, e fazendo, cumpra seu dever de declarar bonitinho.

Ufa, escrevi muito mas acho que ajuda em algo. Adios!

Mauro, suas dicas estão muito boas, mas ficam melhores ainda com seu bom humor contagiante! Obrigado demais por compartilhar com os leitores tudo que você viveu em Buenos Aires.

Aqui no blog temos mais dicas, com turistas contando sobre suas experiências. Se quiser ver mais posts como esse, visite a categoria DICA DO LEITOR.

Se você também já visitou Buenos Aires e quer compartilhar seu roteiro, envie um e-mail para airesbuenosblog@gmail.com com o seu relato e algumas fotos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

21 comentários

  1. Mila

    Adorei o relato! Muito bom 🙂
    Mas quando estive lá em dezembro também, fizemos visita guiada à Casa Rosada em inglês. Na verdade, espanhol/inglês, pois o guia explicava tudo em espanhol primeiro e depois em inglês.

  2. mauro.formaturas@gmail.com

    Valeu Tulio… Muito bom começar o ano com essa. Nunca pensei que uma viagem iria me transformar em blogueiro por um dia… Rsrsrsrs.. Espero que ajude assim como as dicas que peguei nos posts anteriores me ajudaram no sucesso de nosso passeio. Grande abraço e Feliz 2015!!!

  3. Cristiane Tavares

    Viajo em duas semanas, e seu relato me ajudou muito, principalmente onde comer, pois como irei com crianças não posso ficar arriscando muito… Valeu Mauro… Ahhh meu filho de 5 anos adorou sua foto com o leão ,disse que vc é muito grande e forte… Rsrsrs… Está super ansioso para conhecer o zôo de Lujan… Abraços

    • mauro.formaturas@gmail.com

      Muito feliz que tenha gostado. Mande um beijo p seu filho, mas saiba que só maiores de 16 entram nas jaulas. Boa viagem…

  4. Jessica

    Muito legal o depoimento! Só acho que pagou muito caro pelo tango, existem lugares com o valot vem mais em conta e tudo incluso também. Zoo foi caro também em relação aos preços que se encotra na Florida, que é seguro tambem comprar passeios nas agencias de lá.

    • Túlio Bragança
      Author

      OI, Jéssica. Valeu! Só não concordamos com isso de comprar na rua com um desconhedido. Por mais simpáticas que as pessoas sejam a gente nunca recomenda comprar de alguém na rua na Florida. Sempre de uma agencia confiável e com recomendações para evitar dor de cabeça.

    • mauro.formaturas@gmail.com

      Oi Jessica. Paguei o tango mais barato que na própria casa e o Zôo custa 75 reais por pessoa só a entrada, mas o que encareceu foi que alugamos uma van exclusiva para ir e garantir chegar cedo e voltar na hora do almoço, ok? Chegou em Lujan depois de 9:30 é garantia de ficar em filas p entrar nas jaulas…

  5. jussara

    Boa noite Tūlio, estou indo amanhã a noite de volta p Brasil…Adorei seu blog, meu tur foi tirado do seu blog…Adorei conhecer Buenos Aires. Obrigada! !!

  6. Julia

    Adorei o relato!!! Ajudou muito, muito, muito!!! Vou pra BA em Fevereiro e estou atrás de dicas!! O blog tem me ajudado muitíssimo!!! 🙂

  7. Túlio Bragança
    Author

    Oi, Marcos! que belo roteiro.
    O Buenos Aires Bus é bem bom sim, dá uma visão bem geral da cidade. Taxista de confiança vc pode ver no post de Ezeiza, por exemplo.
    Bom ressaltar que Mar del Plata fica a 400 km de distancia. Tem varias empresas que fazem esse trajeto, sai entre 350 e 400 pesos. Sobre tango, veja nosso post sobre shows de tango, onde explicamos os melhores e como comprar. Pra ser sincero, esqueça comer arrozz e feijão em Buenos Aires. Você está em outro país com outros costumes, existe um restaurante brasileiro chamado Boteco do Brasil. Mas recomendo ver nossos posts de comida, onde damos varias opcoes de massas, peixes e etc. abs

  8. Danielle

    Túlio Bragança, tudo bem? Vou para B.A em março, gostaria se saber se tem alguma informação do hotel Vista Sol Buenos Aires na rua Tucuman, 451. Se tiver alguma dica agradeço abraços e parabéns pelo blog.

  9. Túlio Bragança
    Author

    Oi, Vinicius. Realmente uma bela cagada isso tudo. Tanto é que não recomendamos mais eles aqui. Recomendamos sim nossos parceiros Aguiar Buenos Aires, que só esse ano já atenderam mais de 200 leitores, sem nenhum problema. Além disso eles nao pedem pagamento adiantado, eles confiam nos leitores e recebem o pagamento quando vc chega em Buenos Aires. Realmente uma pena isso, da nossa parte vamos apagar todas as referencias a essa empresa no nosso blog.

  10. Alan César

    olá, dia 05/10 estaremos ai eu e minha esposa em B.A. Ficaremos por sete dias. Você acha que 1000 pesos por dia é o bastante?
    Como está a economia por ai?
    Aguardo. Obrigado.

  11. Mariana

    Infelizmente o zoo de lujan ainda é considerado um programa turístico. Lugar triste e desnecessário visitarmos. Chega de maldade e crueldade com os animais.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *