5 lendas de Buenos Aires que você precisa conhecer

São muitas as histórias que circulam por Buenos Aires e fazem parte da cultura local, por isso nesse post vamos falar sobre 5 lendas de Buenos Aires que você precisa conhecer. Para deixar a sua viagem ainda mais divertida, veja também o post com 5 lendas urbanas, cheias de mistérios!

Se você gosta de saber dessas peculiaridades, vai gostar também do Guia Lado B dos pontos turísticos de Buenos Aires, com passeios diferentes e rota da fora tradicional. Mas se você quer conhecer o básico de Buenos Aires, veja o Guia Básico: 4 dias em Buenos Aires.

5 lendas de Buenos Aires

01. O dragão da Villa Crespo
Nos anos 80 ruídos estranhos e rachaduras se tornaram frequentes em um prédio na esquina da Av.Córdoba com a Av. Scalabrini Ortiz. Os moradores do local ficaram preocupados e acharam que era algo paranormal. Então o bispo Paleka, da Iglesia Mariavita, que era especialista em exorcismo. Mas ele não conseguiu resolver o problema. Os ruídos ficaram cada vez mais fortes e, com o aumento das rachaduras, o piso desmoronou. Quando começaram a cavar o local para obras, acharam um réptil gigantesco, de quase 10 metros de comprimento no fundo do poço. O animal chegou lá por uma tubulação do riacho Maldonado, que atravessa a cidade toda. Depois de uns anos, em 1903, um pescador encontrou uma baleia morta na foz do rio com uma mordida estranha! Teria sido o dragão? Atualmente há uma Street Arte linda no prédio!

02. O labirinto sem saída do Parque Chas
O Parque Chas é um parque portenho em forma de labirinto, até aí tudo bem. Porém algo de estranho acontece com quem anda pelos quarteirões das ruas Berna, Marsella, La Haya e Ginebra. Isso porque quer decide dar a volta completa nessas ruas, nunca aparece aonde deveria aparecer ao final, mas sim em qualquer outro ponto do Parque Chas. Um grupo de franceses aceitou o desafio em 1957 e após terminar a volta apareceram na Vila Urquiza, um bairro a 3km de distância. E eles não foram os únicos! Uns urbanistas catalões formara duas equipes e foram em direções opostas com a intenção de se encontrar no meio do caminho. Porém depois de muitos minutos eles perceberam que um grupo estava andando atrás do outro. A lenda tem origem nos dizeres do escritor Alejandro Dolina: “Na verdade, é conveniente não chegar perto do Parque Chas”, isso devido ao seu difícil traçado circular.

03. O parque que encobre uma penitenciária
Recentemente falamos aqui sobre o Parque Las Heras, porém muitos dos que passam por lá não imaginam o passado do local calmo e cheio de verde. Antigamente ali funcionava uma penitenciária e o parque foi construído em cima dos escombros do antigo local. A penitenciária era de segurança máxima, foi inaugurada em 1877 e tinha grandes pavilhões com dois andares que convergiam em uma guarita central. Em 1962 o local foi demolido e hoje é um parque ótimo para quem ama praticar esportes.

04. Monumento à Chapeuzinho Vermelho
Essa não é exatamente uma lenda, mas sim um obra de arte sobre uma fábula. A famosa história infantil de Chapeuzinho Vermelho e o lobo mau é contada também na Argentina com o nome de Caperucita roja y el lobo. Em Buenos Aires há um monumento a essa história, porém ninguém sabe explicar por qual motivo ele foi criado, afinal poucas são as cidades que têm uma escultura desse conto. O que se sabe é que ela foi criada pelo escultor francês Jean Carlus e foi comprada pela prefeitura de Buenos Aires em 1937. Desde então as crianças portenhas podem não apenas imaginar a Chapeuzinho Vermelho, como também vê-la!

05. Monumento ao táxi portenho
Táxi em Buenos Aires é algo muito comum e barato, então todo mundo usa! Não é à toa que há um monumento ao táxi portenho na cidade. É a estátua de um motorista em tamanho real segurando uma carteira clássica da profissão e apoiado em seu táxi, um Siam Di Tella 1500, modelo argentino lançado na década de 60 e comumente utilizado como táxi. O monumento foi inaugurado em 16 de novembro de 2012 e fica na Avenida de los Italianos com Macacha Güemes, em Puerto Madero. Ele é uma homenagem ao milhares de taxistas que de dia e noite são parte da paisagem portenha.

 

Esse post foi feito com informações da própria Prefeitura de Buenos Aires, afinal quem sabe mais sobre a cidade do que eles? Para ter muita informação de qualidade visite a fan page Travel Buenos Aires.

Créditos da imagem de destaque: Shutterstock

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

2 comentários

  1. Anais Xavier

    Ola bom dia! Gostaria de saber se vale mais a pena comprar com dolar ou peso argentino no free shop?

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *