Medianeras

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=3KuUWoecxgc&noredirect=1]

 

Como é bom sentar no escurinho do cinema e ver uma história inteligente, em que você se identifica com o universo dos personagens e que ainda tem locações super fáceis de reconhecer.

Medianeras é mais ou menos isso. Essa comédia que estreiou faz duas semanas na Argentina vem chamando atenção pela originalidade e a direção de Gustavo Taretto, um ex gênio da publicidade que resolveu se arriscar no cinema.

Mariana e Martin são dois jovencitos que vivem desconectados do mundo em uma realidade hiperconectada. Vivem muito perto um do outro e se esbarram diariamente, mas nunca chegaram a se conhecer por essas coisas estranhas da vida. Até que um dia… Tudo isso com momentos engraçadíssimos e várias frases de efeito!

Com lindas imagens da cidade, óMedianeras é quase uma aula de arquitetura de Buenos Aires. As locações são desde o Barrio Norte, onde o casal mora, Las Cañitas, Palermo, Recoleta e o Centro.

O filme peca por algumas partes do roteiro que não fecham muito bem, um clímax que não é clímax, mas nada que comprometa. Certamente até agora é o melhor filme argentino do ano!

Fiquei sabendo que o filme em português levou o título de “Medianeiras – Buenos Aires na Era no Amor Virtual”. Quem deu o título em português, além de ser um tremendo imbecil, mal viu a história que é muito mais sobre relações humanas nos dias de hoje do que internet e virtualidades. Fica a provocação então! Esqueça o título panaca em português e vá ver o filme!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

9 comentários

  1. quando vi o trailer em algum site daí já fiquei com vontade de assistir esse filme. agora é esperar ele vir prá Curitiba… será que vem? em uma breve busca não achei nenhuma informação sobre ele. só vi que essa semana tem a pré-estreia do un cuento chino! acho que vai ser mais fácil ver o filme ano que vem por aí…

    saludos.

  2. Leo Vinhas

    Eu vi. O filme me convidou para assisti-lo, sabe? E foi o melhor filme que vi no ano, até agora.

  3. Juliana Bragança

    Nossa! so pelo seu post já fiquei com vontade de ver! Mas esse trailler é muito bom, dá muito mais vontade de ver! tomara que estreie logo aqui em SP!
    bjo

  4. Achei seu blog pesquisando sobre um restaurante em Buenos Aires e faz algumas horas que estou aqui lendo posts! Hehehe! Parabéns pelo blog!
    Sobre o filme, fui ver semana passada aqui em SP… excelente! Quando vi o trailler, foi amor à primeira vista! Identificação total com os persongens! Aprovadíssimo! Só não ganhou de O Discurso do Rei… que ainda foi o melhor filme que vi esse ano!

    Juliana, se você mora em SP capital, o filme está passando fora do circuito comercial. Fui ver no Reserva Cultural.

    Abs!

  5. Esse filme me fez querer voltar pra Buenos Aires (coisa que farei em janeiro). Como arquiteta e Mariana, entre outras coincidências com a protagonista, senti-me estúpida por não ter percebido a Buenos Aires cheia de riquezas pequenas e cotidianas reveladas no filme.
    Obrigada pelo blog. Não vejo a hora de fugir de (quase) todos os clichês turísticos porteños e entender os Bons Ares.

  6. Tô morrendo de vontade de assistir o filme também, mas como o Jair, do comentário ali de cima, vou ter que esperar o filme chegar nas salas curitibanas…

    Parabéns pelo blog, é sempre bom ver uma cidade pelos olhos de quem a sente!

  7. Pingback: Edifício Kavanagh, uma história de amor e rancor | Aires Buenos

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *