Crise na Argentina: o que muda para o turista

Estamos recebendo muitos comentários de leitores preocupados com a crise na Argentina, muitos pensando em cancelar a viagem ou adiá-la.

Entendemos a preocupação de todos, mas achamos que o noticiário no geral é sempre bastante pessimista quanto a situação dos hermanos. Sim, a coisa está ficando cada vez mais preta, mas está tão ruim assim? E o que isso tem a ver com os turistas?

Não é caso para mudar seus planos e nesse post vamos explicar os porquês.

Crise na Argentina: como afeta a sua viagem?

1. Inflação descontrolada

crise na argentina
Foto: Wikipedia

Como já comentamos nesse post sobre a inflação, pouca coisa muda pro turista brasileiro. Na verdade ele acaba se beneficiando disso tudo, já que o peso se desvaloriza e o real e o dólar acabam valendo mais.

Os preços da cotação no paralelo estão altíssimos. Uma nota de 100 pesos, que no início dos anos 2000 valia 100 dólares, hoje vale cerca de 7 na cotação blue, como chamam na Argentina. Porém antes de se aventurar, leia nosso post onde jogamos a real sobre o mercado paralelo de câmbio.

2. Manifestações

crise na argentina
Foto: La Nación

No dia 29 de agosto de 2014 tivemos a segunda greve geral do ano. Muitos voos foram cancelados e o noticiário destacou bastante todas as manifestações. De resto a cidade funcionou normalmente como sempre. Vale esclarecer que esses protestos são nas vias de acesso da cidade, a maioria bem longe do centro. Ou seja, o turista que anda pelo Centro, Recoleta e Palermo mal vê isso. Obviamente as notícias não mostram que esses bairros, no dia de manifestações, ficam super tranquilos e nada muda.

Além disso as manifestações desse tipo são bem pouco espontâneas. São organizadas por sindicatos e não pelo povo, como são os cacerolazos. A polícia também, ao contrário do Brasil, é bem tolerante e raramente acontece um quebra-quebra.

3. A presença da crise

crise na argentina
Foto: Wikipedia

É inegável a presença da crise na cidade e isso é bem mais sentido por turistas que já conhecem Buenos Aires de viagens anteriores. Dizem que principalmente o centro está mais feio e existem mais pichações. A Calle Florida cada vez tem menos apelo e movimento. Já a criminalidade pouco mudou, pelo menos dentro da capital argentina.

Porém muitos turistas acabam se surpreendendo. Ouvem direto no Brasil que o país está um caos e em crise, mas chegam em Buenos Aires e encontram restaurantes cheios, pontos turísticos lotados e a cidade bastante viva.

Como morador da cidade de anos, vejo que a crise é um problema muito mais de quem vive o dia a dia aqui. O argentino classe média que vê a cada mês seu dinheiro valendo menos e que não consegue fazer planejamento econômico por causa da inflação é o mais afetado. Para quem vem passar uns dias em Buenos Aires isso é indiferente. Ou seja, não é caso de cancelamento de viagem!

Você visitou Buenos Aires recentemente? Viu alguma diferença na cidade? Comente com a gente!

E não viaje para Buenos Aires sem o nosso super guia: várias dicas organizadas para facilitar a sua vida, além de um roteiro dia-a-dia, com mapa e como chegar aos lugares. 😉

guia de buenos aires turista profissional

Para comprar ingressos, transfer e passeios, conheça a parceria Aires Buenos + Turistando Buenos Aires, um atendimento feito por brasileiros.

Confira todas as nossas dicas de hotéis em Buenos Aires. São vários posts com resenhas, melhores bairros e muitas outras dicas.

Se está planejando sua viagem para Buenos Aires, não deixe de contratar um bom seguro viagem. Ninguém espera que algo aconteça, mas vai que acontece. Melhor estar prevenido, não é?!

COTAÇÃO DE SEGURO VIAGEM AQUI >>

E não deixe de conferir todos os passeios e ingressos que poderá comprar com antecedência. 😉

44 comentários em “Crise na Argentina: o que muda para o turista”

  1. Estivesse semana retrassada e foi tranqüilo. Para o turista está ótimo e se conseguir um câmbio bom, ficar melhor ainda. Amei conhecer Buenos Aires.

    Responder
  2. Oi pessoal fui morador desta incrível capital por 8 anos e estou aqui para dizer que retornei de lá mês passado depois de ter passado 15 dias por esta maravilhosa capital então pela a crise que hoje afeta aos argentinos não afeta nos turistas neste dias que estive lá o dólar estava 12 pesos por cada dólar e eu como tenho amigos lá eles me coloca informado das cotações que hoje está a14,50 pesos por dólares outra dica é pra quem vai passar uns 6 dias por lá é alugar um apartamento São todos muitos bons e baratos eu mesmo já estou com passagem comprada e apartamento alugado para o mês de janeiro alugo sempre pelo site TripAdvisor então meus amigos arrumem suas malas e buen viaje se quiserem mais informações contato
    eliasnascimento1005@gmail.com

    Responder
  3. Olá Túlio! Sou estudante do oitavo período de jornalismo da PUC-MG e estou escrevendo uma matéria sobre a crise econômica na Argentina para a disciplina “Comunicação e Conjuntura Internacional”. Pesquisei seu blog e achei bem interessante seu trabalho. Gostaria de um relato seu sobre como a crise está afetando a população que mora ai. Você poderia me dar essa ajuda. Se sim, por qual contato (e-mail, facebook,etc) posso enviar as perguntas?

    Responder
  4. Olá Túlio! Pretendo ir à BA com minha mãe e irmã que ainda não conhecem, e para passar o Natal. Estamos pensando em alugar um apê pelo site aibnb. Como passaremos 1 semana, queremos fazer algumas refeições no apê mesmo para não gastarmos muito. Tu poderia me dar alguma dica de alguns restaurantes mais “populares”? Tu acha que vale mesmo a pena fazermos alguns jantares ou almoços no apê ao invés de comermos fora? Abraços!

    Responder

Deixe um comentário