bicicleta em Buenos Aires

De bicicleta por Buenos Aires

Quando vim a Buenos Aires pela primeira vez, em 2005, eram poucos os que se aventuravam sobre duas rodas não-motorizadas pelo trânsito infernal dessa cidade. Muita coisa mudou de lá pra cá, felizmente, e hoje a capital parece estar vivendo uma verdadeira revolução ciclística, com 3,5% da população se locomovendo em bicicletas.

Se você é afim de conhecer a capital portenha numa velocidade mais amigável e sob outro ponto de vista, descubra agora como descolar uma magrelinha e sair por aí.

De bicicleta por Buenos Aires

bicicleta em Buenos Aires

Bicicletaria em Caballito.

Única cidade da América Latina a integrar o ranking das cidades mais “bike-friendly” do mundo, onde ocupa o décimo quarto lugar entre 122 centros urbanos avaliados pela instituição dinamarquesa Copenhagenize Design Co, Buenos Aires vem descobrindo nas bicis um meio de transporte não-poluente, saudável, barato e prazeroso.

Por que é tão fácil pedalar aqui? A resposta é bastante óbvia: a cidade é super plana. Mas não é só por isso. Há cinco anos, o governo local se inspirou no parisiense Vélib e criou o Ecobici, um sistema de aluguel público e gratuito de bicicletas. São mais de 150 mil usuários cadastrados e quase 150 km de ciclovia exclusivas (que aqui eles chamam de “bicisenda“), a maior parte protegida dos carros por uma mureta, o que dá muita segurança pra quem não se arriscaria a dividir o espaço com ônibus e motoristas aloprados (aqui tem bastante, acredite).

bicicleta em Buenos Aires

O glorioso sistema Ecobici.

Qualquer pessoa maior de 18 anos pode usar o sistema, inclusive turistas, basta apresentar o passaporte (no caso dos brasileiros, o RG também vale) e o selo de entrada no país. O cadastro pode ser feito online ou pessoalmente, numa sede da Ecobici.

Para retirar a bike numa das 32 estações disponíveis, existem três possibilidades: usar um aplicativo de celular (você vai precisar de rede), ligar pro 2424 (você vai precisar de uma linha local ou ser milionário) ou ainda fazer uma tarjeta VOS. Foi o que fizemos.

bicicleta em Buenos Aires

Nós, de bike na madruga.

Começamos a usar o sistema há algumas semanas e já adoramos. Ainda há apenas 850 bicicletas rodando, mas o aplicativo do Ecobici mostra quantas estão disponíveis e qual é a estação mais perto de você. Na prática, porém, prepare-se para algumas chatices: nem sempre o sistema está funcionando redondinho e às vezes ele não atualizou as informações, então pode acontecer de você caminhar até um posto de bici e chegar lá para descobrir que não tem nenhuma. Outra chatice é ter apenas 1 hora pra pedalar direto, mas aí você pode devolver a magrela e pegar outra em questão de 5 minutos. Nos finais de semana, o período é de 2 horas.

Se você prefere gastar uns pesos mas garantir um conforto maior, o jeito é alugar uma bike. Há várias empresas que prestam este serviço aqui em Buenos Aires, como a Biking Buenos Aires e a Bicicleta Naranja. Lembrando que você também pode fazer nosso  Aires Buenos Bike Tour 😉

bicicleta em Buenos Aires

Loja na calle Gorriti, em Palermo.

Para quem está morando na cidade ou vai passar uma temporada mais longa, sempre existe a ideia tentadora de comprar uma magrelinha. A boa notícia é que, como não precisa de marcha para pedalar numa cidade plana, qualquer Barra Forte usada resolve o problema. Uma playera, por exemplo, pode custar menos de mil pesos. Já uma dobrável Aurorita fica na faixa dos 6 mil, segundo minhas buscas no Mercado Libre. O comércio de bicicletas em Buenos Aires é uma loucura e há até grupos no Facebook para facilitar as negociações.

bicicleta em Buenos Aires

Fim de tarde em Colegiales.

Pra se ligar nas dicas, notícias e curiosidades sobre o mundo do pedal em terras portenhas, não deixe de acompanhar o excelente programa de rádio Baires en Bici, que também mantém um blog no La Nación. Como diz seu slogan: “El auto ya fue“. Ou, em bom português: “o carro já era”.

Vem pedalar em Buenos Aires, vem! Depois, conta pra gente como foi essa experiência.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

1 comentário

  1. Pingback: Guia da Villa Crespo - Buenos Aires | Aires Buenos | Turismo, guias de viagem e segredos de Buenos Aires

Curtiu? Comente aí!