Viagem de 4 dias para Buenos Aires – Dica do leitor

Há muitas discussões para eleger o que há de melhor em Buenos Aires, e caso a sua tendência seja responder a questão falando um pouco dos restaurantes portenhos, você vai com certeza amar essa dica do leitor! A Laís e o noivo fizeram uma viagem de 4 dias para Buenos Aires e tiveram como prioridade conhecer os melhores restaurantes da cidade.

Eles tiraram várias dicas de passeios e lugares com uma ótima comida aqui do blog. Ele está recheado de informações úteis para a sua viagem. Além disso, temos o guia com quatro dias de passeios prontinhos para você, com pontos turísticos e opções de restaurantes. É o Guia Básico: 4 dias em Buenos Aires! E tem também o irmão alternativo dele, o Guia Lado B dos pontos turísticos de Buenos Aires, com lugares super bacanas, mas fora do circuito tradicional de turismo.

Viagem de 4 dias para Buenos Aires – Dica do leitor

dica_do_leitor_6

Olá pessoal do Blog Aires Buenos! Eu e meu noivo fizemos uma viagem bem gostosa em setembro para Buenos Aires. Nossa intenção era comer muito bem e conhecer os lugares mais turísticos da cidade. Nosso passeio foi do dia 2 de setembro até dia 6.

Pegamos muitas dicas deste blog e de outros. E escolhemos a dedo os restaurantes que íamos. Com exceção de alguns que foram dicas de pessoas que conhecíamos.

Em primeiro lugar queria falar do nosso hotel, que foi o Aspen Square em Palermo… Simplesmente maravilhoso e a localização era perfeita, a duas quadras do metrô Plaza Italia, e pertinho de vários restaurantes, kioskos e mercadinhos.

Em segundo gostaria de agradecer ao Sr. Nestor, que fez o nosso transfer do Aeroporto Ezeiza para o hotel. Quando chegamos, ele já estava a nossa espera e no retorno também foi pontual. Fizemos até o câmbio com ele. Descobrimos depois que se tivéssemos trocado na rua (o que nem eu nem meu noivo ficamos à vontade em fazer) teríamos ganhado em torno de 400 pesos a mais. Mas o que valeu foi a comodidade e tranquilidade, pois não corremos risco nenhum.

E em terceiro, vale muito a pena baixar o app Como llego quando for a Buenos Aires… Ele mostra quanto tempo a pé, ônibus, metrô… Quais linhas pegar… Usamos muito. Agora vamos lá…

dica_do_leitor_5

Primeiro dia: chegada no hotel às 17 horas

Como tínhamos acordado cedo para chegar ao aeroporto de Guarulhos 3 horas antes, resolvemos chegar no hotel, tomar um banho e ir para o Restaurante Kansas (sugestão do meu irmão) de táxi (foi em torno de 40 pesos). E posso falar uma coisa? Uma das melhores carnes que já comi, além de ser lindo e do lado do hipódromo, acredito que se tivesse uma corrida, conseguiríamos assistir do próprio restaurante. Vale a ida com certeza. Foram dois pratos com carnes maravilhosas, uma coca e duas cervejas. (Acho que a conta foi de 720 pesos). Descobrimos só depois que não valia a pena tomar cerveja nos restaurantes em Buenos Aires. Cada long neck 70 pesos, quase morri do coração ao ver esse valor na conta, rs!

Depois andamos a pé mesmo para vermos mais o hipódromo e voltamos de táxi para o hotel.

dica_do_leitor_4

Segundo dia: Centro e Puerto Madero

Acordamos, tomamos um ótimo café da manhã no hotel e pegamos o metrô na estação Plaza Italia até Catedral (linha verde). E fomos andar para conhecer a cidade, fomos até o Obelisco, Casa Rosada, e tomamos um café com churros no Café Tortoni, lugar que é parada obrigatória, pois é uma graça.
Depois fomos andando até o Puerto Madero, tiramos várias fotos e tomamos uma cervejinha em um barzinho aberto… Não gostaria nem de comentar o valor dessa garrafa de um litro de cerveja (rsrs), mas a gente aprende um dia e para de beber em Buenos aires (100 pesos! Oiii? Quase morri, né)

Ao vermos o relógio e depararmos com apenas 14h30 resolvemos almoçar em algum lugar lá perto. Então fomos até o Zirkel. Fenomenal aquela vista gente, e a comida maravilhosa. Não comemos um bife gigantesco até porque lá não é uma parrilla e sim um restaurante meio alemão. Mas vale muito a pena. Nossa conta deu em torno de 700 pesos, sendo 2 pratos e duas cocas. À essa hora já estávamos acostumados a ter uma conta acima de 700 pesos. Rsrs!

Depois fomos até a Florida, tudo a pé pois é tudo pertinho e o app Como llego é sensacional. Meu noivo odiou, pois tudo é extremamente caro (um tênis por 1000 pesos, uma polo por 800 pesos). Realmente não é um local para fazer compras e sinceramente nem passear, acho que não vale a pena perder tempo só para ver as Galerias Pacífico, que é a única coisa bonita de lá, porque o lugar é sujo, feio, e cheio de pessoas nas ruas querendo que você faça câmbio com eles. E é muito chato, são até mal-educados.

Então pegamos o metro e fomos para o hotel. Fomos jantar umas 22h no La Cabrera, a pé, pois o nosso hotel ficava a umas 10 quadras. Não fizemos reserva, por isso esperamos uns 45 minutos (tomando champanhe na fila), e valeu a pena viu? Achamos maravilhoso, tinha uns molhinhos, mas com um atendimento meio atordoado. Mas valeu a pena! Dois pratos e duas cocas por 840 pesos mais ou menos. E depois voltamos de táxi, que deu 40 pesos novamente, acho que era a nossa média de gastos com táxi.

dica_do_leitor_1

Terceiro dia: Palermo e Recoleta

Tomamos café no hotel e fomos andar pelo bairro e encontramos um outlet bem bonito. Andamos e tomamos um café no Starbucks, mas não compramos nada porque lá também é tudo bem caro. Depois pegamos o metrô até Callao e fomos ver a Livraria El Ateneo, que é muito linda e vale cada foto tirada lá.
Depois pegamos um táxi até o Cemitério da Recoleta e foi aí que meu noivo achou o lugar mais bonito da viagem, com um parque e muito verde. E quanto ao cemitério, é diferente, com tudo muito grande, mas não deixa de ser um espaço triste.

Depois andamos e andamos tudo lá por perto e fomos almoçar no Hard Rock Café. Pior restaurante da viagem, péssimo atendimento, péssima comida, copo sujo… Conclusão: quer ir no Hard Rock Café? Vá até os Estados Unidos e aproveite. Em Buenos Aires não é recomendável.

Então andamos mais e tomamos sorvete no Volta. Achamos uma delícia, mas o meu predileto é ainda do Freddo.

Logo depois lutamos para pegar um ônibus, mas não deu. Infelizmente não é um transporte fácil de um turista usar devido ao cartão que se deve ter ou então moedas, que é algo bem raro de achar. Fiquei muito decepcionada com isso. Mas tudo bem, bora pegar um táxi até o metrô novamente, pois nosso hotel era bem longinho da Recoleta.

À noite dormimos e perdemos a hora, mas como nosso hotel é literalmente do lado do La Carniceria achamos que poderíamos ir lá. Porém o dono falou que não dava pois estava lotado e pediu que voltássemos outro dia, ficamos bem tristes e fomos andar pelo bairro para conseguir comer algo. E não é que comemos uma pizza maravilhosa? Mas não lembro o nome do local.

dica_do_leitor_2

Quarto dia: Caminito, La Bombonera e San Telmo

Após o café pegamos o metrô, fomos até a estação Constitución e pegamos um táxi até o Caminito. Não sei se valeu a pena, pois pagamos 60 pesos de táxi. Chegando lá passeamos, tomamos café na Havanna e curtimos aquela multidão de pessoas tirando foto. Depois fomos até o La Bombonera e como meu noivo é viciado em futebol, pagamos pelo passeio express (115 pesos cada).

E quando finalmente encerramos, resolvemos pegar um táxi e almoçar no bairro San Telmo, na Parrilla La Brigada. É uma parrilla bem bonita, mas as mesas são muito perto uma das outras. As carnes são muito boas, no entanto infelizmente pedimos dois pratos com o corte muito largo e estavam extremamente crus. Quanto deu a conta? Uma bagatela de 950 pesos. O lugar mais caro que comemos.

Após o jantar tomamos sorvete no Freddo que tinha na esquina e ficamos andando pelo bairro, onde havia uma praça com uma feirinha. E quando finalmente estávamos exaustos, andamos até a estação mais próxima e fomos até o hotel.

À noite fomos jantar no Don Julio (apenas 4 quarteirões do nosso hotel). E foi a melhor parrilla de toda a viagem, fenomenal. Também não reservamos uma mesa por isso esperamos cerca de 15 minutos tomando champanhe. Tivemos a sorte de sentar do lado da churrasqueira, onde víamos como faziam as melhores carnes. Pedimos o vinho La espera para comemorar a ótima viagem e a conta deu em torno de 850 pesos.

E assim finalizou nossa viagem, pois no outro dia acordamos, tomamos café e fomos com o Sr. Nestor para o aeroporto Ezeiza.

Quanto ao aeroporto, não sei como é o Aeroparque. Como meu irmão já foi, ele me avisou que por ser mais perto vale a pena para não pagar muito caro no táxi e também tem free shop, talvez não seja do tamanho do Ezeiza, mas não deve ser ruim.

Conclusão: viagem maravilhosa! Sem perigo (somos paulistas e temos olhos nas costas), e comida maravilhosa.

Sugestões: compre chocolate Milka em kioscos. São maravilhosos e tem sabores muito bons. Além de comprar muitos vinhos!

Quanto levamos? R$1000,00 cada um. Acho que é isto pessoal e obrigada novamente ao blog por ter dado tantas ideias e opções maravilhosas para conhecermos.

dica_do_leitor_3

Muito obrigada pelas preciosas dicas Laís! Vocês conseguiram conhecer os principais pontos turísticos e ainda experimentar dos mais famosos restaurantes da cidade! Com certeza foi uma viagem deliciosa, tanto para a mente quanto para o estômago! 😀

Para ver mais dicas de viagem para Buenos Aires, visite a categoria DICA DO LEITOR.

E se você tem alguma dica legal sobre a capital argentina, é só escrever para nós. Mande um texto e algumas fotos para airesbuenosblog@gmail.com.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

3 comentários

  1. Kauê Leonardo

    valeu pelas dicas Lais… estou indo esta semana para BsAs com minha mulher, espero comer em alguns destes restaurantes que recomendou.

  2. Obrigado pelas Dicas! Realmente incríveis. Reforço a pergunta da Márcia sobre o valor cobrado pelo Sr. Nestor. Tem os contatos?

    Outra dica legal para os leitores é economizar ao Vender Milhas e comprar passagens usando o cartão. Uma (vender milhas) gera um dinheiro extra pra viagem e ao comprar no cartão pode-se parcelar e ainda ganhar mais milhas com pontos no cartão e viajando ganha-se as milhas voadas pela companhia.

    Ahh,,,, Um site confiável para vender milhas é o Flexmilhas: https://flexmilhas.com.br

    Abraços

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *